Os 10 assuntos mais cobrados nas Residências em Psicologia

há 2 meses     -     
Os 10 assuntos mais cobrados nas Residências em Psicologia



Você – com certeza - já parou para se perguntar:
 
“O que realmente preciso estudar para Passar na residência dos meus sonhos?”
 
Claro que a resposta para esta pergunta não é simples, afinal as provas de residência são muito diferentes umas das outras.
 
Porém olhando várias provas, dá para perceber que muitos assuntos são recorrentes. E para você não precisar olhar centenas de provas e milhares de questões, para descobrir quais os assuntos que mais caem, fizemos isso para você!
 
E aproveitando, ainda colocamos uma questão comentada de cada assunto para te ajudar a treinar
 
Lembrando que estes assuntos não estão em ordem específica de cobrança, apenas selecionamos os 10 mais recorrentes. 
 
 

1)    Adoecimentos e suas implicações

Provas em que o assunto apareceu recentemente: UNIFESP 2018, SESAB 2019
 
(UEPA/PA) No adoecimento crônico, os ganhos secundários também interferem na maneira como o paciente irá lidar com sua doença, bem como sua capacidade de tolerar frustrações que, mesmo sob rigorosa aceitação e adesão ao tratamento, poderá ocorrer por causa da cronicidade de sua doença.
 
A adesão ao tratamento do paciente crônico inclui três componentes principais, são eles:
 
a) alívio do sofrimento; problemas de ordem física; medo da morte.
 
b) problema de ordem psicossocial; medo da morte; depressão.
 
c) a sua noção da doença; a ideia de cura ou de melhora; o lugar do médico no imaginário do doente.
 
d) problemas de ordem espiritual; raiva; aceitação.
 
e) qualidade de vida dos pacientes; problemas psicossociais; aceitação.
 
 
Alternativa A, B e E: INCORRETA. Não são considerados os três componentes principais da adesão ao tratamento pelo paciente crônico.
 
Alternativa C: CORRETA. Na perspectiva de Botega, “[...] devemos conceber adesão ao tratamento como um processo, com três componentes principais: a noção de doença que possui o paciente, a ideia de cura ou de melhora que se forma em sua mente, o lugar do médico no imaginário do doente”.
 
Alternativa D: INCORRETA. Apesar da aceitação da doença guardar relação com a noção que o paciente tem da sua condição de saúde, os outros dois elementos citados não são considerados principais componentes da adesão ao tratamento.
 
 
 
 

2)    Luto e Morte

Provas em que o assunto apareceu recentemente: UFJF 2018 e UFC 2018
 
 (UFPA - CESPE) Sobre a tanatologia é correto afirmar:
 
a) em sua faceta prática, a tanatologia envolve o cuidado de pacientes no fim da vida, processos de luto, antes e depois da morte e temas como o suicídio, comportamentos autodestrutivos, eutanásia e suicídio assistido.
 
b) o desenvolvimento da tanatologia se deu com Feifel que, após as guerras mundiais, período em que não havia a interdição do tema da morte, escreveu o clássico The meaning of death.
 
c) o luto complicado, atualmente denominado “luto patológico”, é uma nova área de estudos que, segundo Parkes (1998), ainda gera grandes controvérsias.
 
d) fatores como a relação anterior com o falecido não interferem no processo de luto, devendo ser considerados fatores como problemas mentais anteriores e a percepção da falta de apoio social.
 
e) a tanatologia é uma ciência que se preocupa com o prolongamento da vida e do tempo de convívio entre pacientes gravemente enfermos e seus familiares, com o auxílio da equipe de saúde.
 
Alternativa A: CORRETA. A tanatologia se volta para o cuidado com as pessoas que vivenciam processos de morte, pela perda de pessoas significativas ou ligadas a ela própria, por adoecimento, questões envolvendo suicídio ou violência.
 
Alternativa B: INCORRETA. Feifel foi responsável pelo amplo desenvolvimento dessa temática, sendo a sua obra um marco da conscientização sobre a importância de discutir as questões envolvendo a morte. Autores relevantes, como Kübler-Ross e Saunders, já abordavam tais temas anos antes, trazendo as discussões sobre a morte para o âmbito público.
 
Alternativa C: INCORRETA. Para esse autor é importante não se classificar um luto como disfuncional de forma precoce, sem analisar cada caso, de forma individualizada.
 
Alternativa D: INCORRETA. A relação que o indivíduo tem com o falecido é uma influência inegável na vivência do luto. Outros fatores devem ser considerados, mas o grau de relação e intimidade dos envolvidos reflete também os sentimentos desencadeados por essa perda.
 
Alternativa E: INCORRETA. A tanatologia se volta para os cuidados com as pessoas e os processos de morte e não para o prolongamento da vida
 
 

3)    Trabalho em equipe na saúde

Provas em que o assunto apareceu recentemente: SESAB 2019 e UFRJ 2018
 
(INCA-BIORIO) Multidisciplinaridade, interdisciplinaridade e até transdisciplinaridade são princípios que atualmente balizam a prática dos profissionais de saúde nos diversos cenários do hospital. Logo, o trabalho em equipe com caráter multidisciplinar deve ter como pressuposto:
 
a) a compreensão de que o trabalho em equipe pressupõe um espaço de acolhimento e subjetivação em que todos devem ocupar um único lugar.
 
b) a disponibilidade para receber críticas e respeito à opinião dos demais membros da equipe, sem mudar sua própria opinião.
 
c) o entendimento de que tensões intraprofissionais se sustentam em dificuldades interpessoais que refletem as emoções próprias de cada profissional.
 
d) a compreensão de que a liderança do trabalho multiprofissional é tradicionalmente do médico e, na ausência dele, os demais profissionais não podem ter uma liderança emergencial.
 
 
Alternativa A: INCORRETA. Diversos profissionais não podem e não devem ocupar o mesmo lugar, já que possuem funções e olhares diferentes sobre um mesmo fenômeno. O que se faz importante é a busca por integração entre os diferentes saberes, visando o melhor para o paciente e para as relações entre colegas de equipe.
 
Alternativa B: INCORRETA. O trabalho em equipe proporciona um olhar amplo sobre um fenômeno, um espaço em que sujeitos dividam suas percepções, permitindo que críticas e sugestões sejam fornecidas promovendo um espaço para mudança.
 
Alternativa C: CORRETA. O trabalho em equipe e nos contextos de saúde suscita uma série de repercussões ligadas às questões pessoais, bem como interpessoais, e é importante perceber que essas questões estão interligadas. Assim, cada sujeito traz consigo suas próprias questões e com elas se relaciona com outros na vida cotidiana ou em contextos de trabalho, gerando seus desdobramentos, que não devem ser desconsiderados quando há conflito ou tensões.
 
Alternativa D: INCORRETA. A equipe de saúde não tem como líder o médico. O trabalho multiprofissional aborda a ação de diferentes profissionais de forma isolada, com uma interação restrita.
 
 

4)    Psicanálise e teorias afins

Provas em que o assunto apareceu recentemente: UFRJ 2018 e UFJF 2017
 
(UNIMONTES) Ao comentar o caso Dora, Freud inicia destacando a importância da interpretação dos sonhos. Sobre a importância dos sonhos na obra de Freud, considere as afirmativas abaixo:
 
I. O sonho é um dos desvios por onde se pode fugir ao recalcamento;
 
II. O sonho é a forma pela qual um material bloqueado pode aceder à consciência;
 
III. Todo sonho tem um sentido possível de ser descoberto mediante a interpretação. Marque a alternativa correta:
 
 
 
a) apenas as assertivas II e III estão corretas.
 
b) apenas as assertivas I e III estão corretas.
 
c) apenas a assertiva I está correta.
 
d) todas as assertivas estão corretas.
 
 
 
Assertiva I: CORRETA. Durante a atividade de sono há um rebaixamento da ação da censura - entenda censura como as forças que agem em prol do recalcamento, são elas: nojo, asco, vergonha(4). Diante dessa diminuição da atividade da censura, uma representação do sistema Inconsciente (desejo), alvo do recalcamento, poderá transformar-se e buscar a sua realização na formação dos sonhos. O sonho, enquanto uma das formações do Inconsciente, constitui uma forma de burlar a censura e o processo de recalcamento, portanto.
 
Assertiva II: CORRETA. Esta questão poderá ser respondida a partir da afirmativa I. O sonho representa uma formação do Inconsciente e é, portanto, um conteúdo que revela o material Inconsciente, que escapa à ação da censura, escapa ao recalcamento e poderá aceder à consciência desperta.
 
Assertiva III: CORRETA. Todo sonho tem um sentido possível, e poderá ser interpretado no trabalho de análise. Freud afirmou a característica da Sobredeterminação e da Superinterpretação no processo dos sonhos. Todo sonho é sobredeterminado e vários conteúdos psíquicos atuam, conjuntamente, determinando-o; em contrapartida, todo sonho poderá alcançar várias interpretações, por isso a marca de Superinterpretação presente. Logo, não há uma única interpretação válida; o sonhador (o analisando) poderá alcançar interpretações diferentes, para um mesmo sonho, em momentos distintos da sua análise. Cabe também destacar que Freud ressaltou a existência de um ponto insondável em todo sonho, “um umbigo, por assim dizer, que é seu ponto de contato com o desconhecido.
 
 

5)    Principais quadros psicopatológicos

 
Provas em que o assunto apareceu recentemente: USP 2019 E UFJF 2018
 
 
 
Uma adolescente de 15 anos deu entrada no serviço de emergência com quadro de desnutrição grave. Foram realizados exames e detectou-se um quadro de infecção, alterações metabólicas e eletrolíticas que levaram à sua internação. Entretanto, a adolescente negava-se a ficar no hospital. Foi solicitada avaliação psicológica e durante a entrevista a paciente manifestou preocupação com a sua aparência física e distorção de sua imagem corporal. Essas características configuram:
 
a) transtorno associativo.
 
b) transtorno dissociativo.
 
c) transtorno hipocondríaco.
 
d) anorexia.
 
e) vigorexia.
 
 
Dica: usar como base a CID-10
 
 
Alternativa A: INCORRETA. Este transtorno não está catalogado no CID 10 e no DSM V.
 
Alternativa B: INCORRETA. O transtorno dissociativo reflete um fracasso em integrar vários aspectos da identidade, memória e consciência. Cada estado de personalidade pode ser vivenciado como se possuísse uma história pessoal distinta, autoimagem e identidade próprias, inclusive um nome diferente. Em geral, existe uma identidade primária, portadora do nome correto do indivíduo, a qual é passiva, dependente, culpada e depressiva.
 
Alternativa C: INCORRETA. O transtorno hipocondríaco caracteriza-se por ser uma crença persistente da presença de duas graves doenças físicas (das quais, pelo menos uma deve ser especificamente nomeada pelo paciente). Há também a persistente recusa em aceitar do médico que não existe uma causa física adequada para os sintomas ou anomalia física (procurar no CID.10 pelo código F45.2).
 
Alternativa D: CORRETA. Anorexia nervosa é um transtorno caracterizado por perda de peso de forma intencional, induzida e mantida pelo paciente. Esse transtorno acomete especificamente mulheres adolescentes e/ou jovens adultas. Pode ocorrer também em homens adolescentes e/ou jovens adultos. O transtorno está associado a uma psicopatologia específica, em que o paciente desenvolve um medo de engordar e de ter uma silhueta arredondada, intrusão persistente de uma ideia supervalorizada de magreza. Esse transtorno envolve componentes psicológicos, fisiológicos e sociais (procurar no CID.10 pelo código F50.0)
 
Alternativa E: INCORRETA. A vigorexia pode ser considerada um subtipo do transtorno dismórfico corporal, em que a autoimagem está distorcida, levando os portadores de vigorexia à prática exagerada de exercícios físicos, em busca do corpo perfeito de acordo com os padrões de beleza impostos pelos valores da sociedade contemporânea. Não está catalogada como transtorno pelos manuais de classificação.
 
 

6)    Funções psíquicas e suas alterações

Provas em que o assunto apareceu recentemente: USP 2019 e UFBP 2018
 
(SEC. DE SAÚDE DE PERNAMBUCO)Durante a evolução da esquizofrenia, um dos sintomas possíveis de ser observado é a catatonia, a qual é uma alteração relacionada à (ao):
 
a) pensamento.
 
b) humor.
 
c) atenção.
 
d) comportamento motor.
 
e) consciência.
 
 
Alternativa D: CORRETA. A catatonia é uma característica da esquizofrenia catatônica. Esta é dominada por distúrbios psicomotores proeminentes que podem alternar entre extremos, tais como hipercinesia e estupor, ou entre a obediência automática e o negativismo (procurar no CID.10 pelo código F20.2).
 
 

7)    Psicodiagnóstico

Provas em que o assunto apareceu recentemente: UEM 2018 e UFC 2018
 
(RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL EM SAÚDE - FEEVALE/RS)Marque a alternativa INCORRETA em relação às etapas do processo psicodiagnóstico:
 
a) formulação das perguntas básicas ou hipóteses.
 
b) estabelecimento do contrato de trabalho.
 
c) estabelecimento do plano de avaliação.
 
d) levantamento, análise, interpretação e integração dos dados.
 
e) comunicação dos resultados e início do processo psicoterápico.
 
 
Alternativa A: CORRETA De acordo com Ocampo¹, na entrevista inicial, a condução da entrevista se dá ora de maneira semiestruturada, na qual se dá liberdade ao cliente para trazer a queixa, mas ao mesmo tempo o psicólogo interfere de maneira mais diretiva, fazendo perguntas no intuito e coletar e organizar as informações acerca da história de vida e demanda do entrevistado e formular hipóteses diagnósticas. Alternativa B: CORRETA. No que diz respeito ao enquadramento, Arzeno³ diz que todas as variáveis mantidas constantes na relação entre terapeuta e cliente, inclusive no processo psicodiagnóstico, vão incluir regras sobre a procedimentos, duração, local onde ocorrerão os atendimentos e honorários que constarão no chamado “contrato de trabalho”.
 
Alternativa C: CORRETA. O planejamento das sessões irá incluir um plano de avaliação para a condução das sessões, desde a entrevista inicial até a entrevista de devolução.
 
Alternativa D: CORRETA. Há um consenso, na literatura básica da área de psicodiagnóstico, de que este se trata de um processo de tempo limitado. Dessa forma, todas as autoras citadas vão propor etapas de condução desse processo, que vai compreender o levantamento, análise, interpretação e integração dos dados.
 
Alternativa E: INCORRETA. A opção é incorreta porque no processo psicodiagnóstico não cabe como etapa o início do processo psicoterapêutico. Tal processo termina na entrevista de devolução, que pode inclusive propor uma psicoterapia como tratamento, a partir dos achados.
 
 

8)    Avaliação Psicológica

Provas em que o assunto apareceu recentemente: UFC 2018 e SESAB 2018
 
Sobre a avaliação psicológica no contexto hospitalar, é correto afirmar que:
 
a) a atividade de pesquisa e produção de conhecimentos são indissociáveis e estão presentes no trabalho do psicólogo no contexto hospitalar.
 
b) é uma alteração na autoestima do paciente no contexto hospitalar.
 
c) acarreta nos pacientes sentimentos de inferioridade e prejudica a adesão ao tratamento.
 
d) é exclusiva para as pacientes mastectomizadas.
 
e) é necessária somente na alta do paciente
 
 
Alternativa A: CORRETA. Em função da complexidade dos ambientes médico-hospitalares, a avaliação psicológica deve ser alicerçada em um corpo de conhecimento acumulado por intermédio do binômio prática/pesquisa, por isso a importância do contínuo desenvolvimento de pesquisas para a criação de protocolos específicos de avaliação psicológica em diferentes nichos nos vários ambientes de saúde.
 
Alternativa B: INCORRETA. Avaliação psicológica é um procedimento e não uma alteração na dimensão psíquica do sujeito.
 
Alternativa C: INCORRETA. Avaliação psicológica no contexto hospitalar visa levantar dados para melhor entendimento da condição de saúde apresentada pelo paciente e representa um momento de acolhimento às suas queixas. Quando efetivada de modo pertinente, seguindo critérios profissionais, não compromete a adesão ao tratamento. Alternativa D: INCORRETA. Todas as condições de saúde podem e devem ser objeto de investigação.
 
Alternativa E: INCORRETA. A avaliação é importante recurso no momento de chegada do paciente ao hospital ou também durante seu internamento.
 
 

9)    Código de ética profissional

Provas em que o assunto apareceu recentemente: UFPI 2018 e SESAB 2018
 
(UFMA - RESIDÊNCIA INTEGRADA MULTIPROFISSIONAL EM SAÚDE) Indique a opção correta referente à responsabilidade profissional do psicólogo.
 
a) fornecer a informação, a quem de direito, sobre seu trabalho a ser realizado e seu objetivo profissional.
 
b) levar o paciente a encarar novas práticas e formas de enfrentamento de seus conflitos.
 
c) utilizar o conhecimento de práticas psicológicas como recurso de favorecimento social.
 
d) acumpliar-se com organizações que favoreçam o exercício da profissão.
 
e) permitir que as relações de poder, no contexto em que atua, sirvam de recurso à prática de atendimento psicológico.
 
 
 
Alternativa A: CORRETA. É um dever fundamental do psicólogo, de acordo com seu Código de Ética, fornecer informações, a quem de direito, sobre o seu trabalho e objetivo profissional.
 
Alternativa B: INCORRETA. O psicólogo deve atuar buscando a saúde e a qualidade de vida das pessoas, levando em consideração o contexto mais amplo em que o indivíduo está inserido. O psicólogo deve conduzir o paciente a questionar sua situação, analisando as possibilidades de intervenção.
 
Alternativa C: INCORRETA. O psicólogo deve usar seus conhecimentos das práticas psicológicas para prestar serviços de qualidade, utilizando princípios, conhecimentos e técnicas reconhecidamente fundamentados na ciência psicológica, na ética e na legislação profissional e não como recurso de favorecimento social.
 
Alternativa D: INCORRETA. O psicólogo, para ingressar, associar-se ou permanecer em uma organização, considerará a missão, a filosofia, as políticas, as normas e as práticas nela vigentes e sua compatibilidade com os princípios e regras do Código de Ética, não devendo acumpliciar-se com pessoas ou organizações que favoreçam o exercício ilegal da profissão.
 
Alternativa E: INCORRETA. O psicólogo deverá considerar as relações de poder no contexto em que atua e o impacto destas sobre sua atividade profissional, posicionando-se de forma crítica e consonante com os princípios do Código de Ética.
 
 

10)    Desenvolvimento humano

Provas em que o assunto apareceu recentemente: SESAB 2018 e UFPB 2018
 
(SESPE/PE - RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL EM ÁREA PROFISSIONAL DE SAÚDE) Considere a seguinte descrição: “A aprendizagem de qualquer conteúdo escolar deve considerar a distância entre a capacidade da criança de resolver independentemente um problema e o nível determinado pela condição de resolução desse problema com orientação de um adulto ou em colaboração com outro aluno mais capaz”. Assinale a alternativa que identifica o conceito descrito.
 
a) adaptação.
 
b) equilibração.
 
c) reforçamento.
 
d) assimilação.
 
e) zona de desenvolvimento proximal.
 
 
Alternativa A: INCORRETA. A adaptação envolve a aquisição de novas informações sobre o ambiente.
 
Alternativa B: INCORRETA. A equilibração é a tendência de encontrar um equilíbrio estável entre os processos de assimilação e acomodação.
 
Alternativa C: INCORRETA. O reforçamento é um processo voltado para fortalecer e incentivar a repetição de um comportamento desejável.
 
Alternativa D: INCORRETA. A assimilação é absorção de novas informações em uma estrutura cognitiva já existente.

Alternativa E: CORRETA. A zona de desenvolvimento proximal, conceito da teoria vygotskiana, é a distância entre o que a criança pode fazer de forma independente e o que ela faz com ajuda de pessoas mais experientes.

62 Publicações - 2 Seguidores

  • 62 Publicações