3485 Publicações -

Campanha de Prevenção e Detecção de Câncer Bucal vai até 22 de maio

há 3 anos     -     
Campanha de Prevenção e Detecção de Câncer Bucal vai até 22 de maio

 

A Secretaria de Saúde de Campinas promove, até 22 de maio, a Campanha de Prevenção e Detecção de Câncer Bucal. A ação acontece simultaneamente com a Campanha de Vacinação contra a Gripe, iniciada na segunda-feira, 4 de maio.

Durante o período, equipes de saúde bucal promovem atividades educativas sobre o tema e exames clínicos com grupos de idosos. Apesar de a campanha ser voltada para maiores de 60 anos, qualquer pessoa pode passar pelas avaliações promovidas pelos profissionais nos 64 centros de saúde.

Segundo o coordenador de Saúde Bucal da Secretaria de Saúde, Isamu Murakami, os exames individuais incluem análise dos tecidos moles da boca e anexos (língua, lábio e bochecha), sendo que os casos diagnosticados com alterações na mucosa são triados para voltar ao Centro de Saúde para um exame mais detalhado e, se for o caso, para tratamento.

Pessoas com lesões que apresentarem suspeita de malignidade são encaminhadas para as referências especializadas nos Centros Especializados de Odontologia (CEOs) Ouro Verde e Florence e para a Clínica de Diagnóstico Bucal da Associação dos Cirurgiões Dentistas de Campinas (ACDC).

Murakami afirma que a ação visa, também, propagar informações sobre a importância do autoexame de boca para a detecção precoce de agravos. “Um dos objetivos é conscientizar as pessoas e incentivá-las a criar o hábito de fazer regularmente o autoexame, além de orientar sobre cuidados que devem ser tomados para manter a saúde bucal”, diz.

Para o coordenador, a participação dos idosos nos programas educativos é importante para que qualquer tipo de complicação seja evitada ou descoberta precocemente. O exame é indolor e dura entre 5 e 7 minutos. Isamu reforça que, se diagnosticado no início e tratado da maneira adequada, a maioria (80%) dos casos desse tipo de câncer tem cura.

Em Campinas, de acordo com Murakami, são registrados, em média, seis novos casos de câncer bucal por mês, sendo que os homens são as principais vítimas. “Muitas pessoas não sabem que têm a doença”, comenta. Em 2014, 24 pessoas – 19 homens e cinco mulheres – morreram em decorrência de câncer bucal.

Como nos anos anteriores, o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo vai apoiar a iniciativa e doar 15 mil folhetos informativos sobre cuidados preventivos e sobre como realizar o autoexame. Em 2014, última edição da campanha, 29.635 idosos passaram pelos exames preventivos, sendo que 1.058 apresentaram algum tipo de alteração e foram encaminhados para tratamento.

O câncer de boca apresenta maior incidência em pessoas que fazem uso contínuo de tabaco e álcool, portadores de próteses totais e removíveis e que apresentem algum fator traumático, como dentes cariados e pontiagudos e restaurações fraturadas. Má higiene bucal e exposição contínua ao sol sem uso de protetores também se constituem em fatores de risco para a doença. Uma alimentação saudável, rica em verduras e frutas, é imprescindível para a prevenção de todos os tipos de câncer.

3485 Publicações - 0 Seguidores

  • 3485 Publicações