Caso Clínico de Infectologia

há 1 ano     -     
Caso Clínico de Infectologia

Identificação:

V.E.R, feminino, 22 anos, natural e procedente de Salvador, auxiliar de serviços gerais.

QP: Inchaço no pescoço há 3 dias.

HDA: Paciente refere quadro febril de aproximadamente 38°C, mal-estar, mialgia e cefaleia holocraniana 7/10, otalgia 6/10, e disfagia associados à aumento bilateral das glândulas parótidas. Nega uso de medicações para melhora de sintomas.

IS:

Geral: Nega astenia, vertigem, perda ponderal

Cabeça: Refere otalgia (vide HDA), nega otorreia e otorragia. Nega prurido nasal, ocular e presença de secreções.

Pescoço: Edema bilateral das glândulas parótidas (vide HDA)

Torax: NDN

ACV: Nega palpitações.

Abdome: NDN

ANTECEDENTES:

Antecedentes Médicos:

Nega HAS, DM, HIV e hepatites. Nega tabagismo, alcoolismo e alergias. Nega cirurgias e transfusão de sangue.

Antecedentes Familiares:

                Pai possui HAS.

                Nega histórico de DM, CA, HIV e hepatites na família.

EXAME FÍSICO:

Geral: LOTE, BEG e N, acianótico, anictérico, eupneico, afebril.

Dados vitais:

                TA: 100 x 80 mmHg

                PR: 80bpm, rítmico, amplo, cheio

                FR: 19ipm

                Altura: 1,80m

                Peso: 78kg

                Tax: 38,1ºC

-----Gostando do conteúdo? Discuta com a gente nos comentários!---- 

Cabeça e pescoço:

                Aumento bilateral em parótidas. Sem mais alterações.

Tórax: atípico, simétrico.

ACV: BRNF em 2T s/ s.

AR: MVBD sem RA. Som claro pulmonar à percussão.

Abdome: Plano, flácido, sem visceromegalias.

 

IMPRESSÃO DIAGNÓSTICA:

P1. Aumento de parótida. Parotidite?

P2. Tax: 38°C. Sec a P1?

P3. Mal-estar geral. Sec a P1?

P4. Mialgia. Sec a P1?

P5. Cefaleia holocraniana 7/10. Sec a P1?

P6.  Otalgia 6/10. Sec a P1?

 

EXAMES SOLICITADOS:

IgM para Paramyxovirus: 1,24

IgG para Paramyxovirus: 0,88

 

PLANO TERAPÊUTICO:

  1. Dieta branda, VO.
  2. Benegrip (250/30mg) 2 comp (verde/amarelo), 6-8h.
  3. Paracetamol 500mg, VO, 8/8h.

 

CASO CLÍNICO ESCRITO POR ANA BEATRIZ ANDRADE E CAIAN VINHAES

  • 20 Publicações