Caso Clínico de Infectologia e Epidemiologia - Neurotoxoplasmose

há 1 ano     -     
Caso Clínico de Infectologia e Epidemiologia - Neurotoxoplasmose

Paciente masculino, 33 anos, natural e procedente de Salvador (BA), morador de rua, católico, foi encontrado por transeuntes na Feira de São Joaquim enquanto sofria convulsões tônico-clônicas associadas à perda súbita da consciência que cessaram com a chegada da SAMU. Paciente foi então encaminhado pela SAMU para o pronto atendimento do Hospital Couto Maia. Paciente relata não se lembrar do ocorrido.

Interrogatório Sistemático

Geral: Paciente refere astenia, febre, cefaléia, e vômitos regulares datando de uma semana. Refere confusão mental datando de 3 dias.

Pele e anexos: Paciente relata a existência de “inúmeras feridas e espinhas” profusamente em região dorsal e ventral. Relata presença de verrugas em região anogenital causando grande incomodo.

Cabeça e pescoço: Relata feridas ao redor da boca.

Sistema Respiratório: Nada digno de nota.

Sistema Cardiovascular: Nada digno de nota.

Sistema Digestório: Nada digno de nota.

Sistema Neurológico: Vide interrogatório geral.

 

Antecedentes Patológicos: Paciente não sabe relatar sobre doenças de infância tal como histórico vacinal. Nega DM e HAS. Alega ter sido diagnosticado como HIV positivo em 2009 nunca tendo utilizado medicamentos para tratamento.

Hábitos de Vida: Relata alimentação e hidratação precária, fumante, etilista e usuário de drogas injetáveis eventual. Sexualmente ativo.

Antecedentes Familiares: Relata não ter ciência do mesmo, tendo abandonado a própria casa aos 13 anos.

Condições Socioeconômicas: Morador de rua, desempregado.

 

Exame Físico

Antropometria: P=52Kg (SIC), A=1,71 m (SIC); IMC=17,78 Kg/m2

Sinais Vitais: PA=160-85 mmHg, P=56 bpm, FR=22ipm, T=37,8oC

 

Impressão Geral: Paciente em ruim estado geral, desidratado, desnutrido, obnubilado, confuso, sem recordação do ocorrido, face atípica.

Exame Geral: Paciente logilíneo, acianótico, anictérico, com feridas características de foliculite extensa e profusamente em ventre e dorso. Lesão única em palato identificado como sarcoma de Kaposi. Lesão anogenital identificada como condiloma acuminado. Lesão ulcerosa em panturrilha esquerda de aproximadamente 5 cm2.

Cabeça e Pescoço: Linfonodos palpáveis em cadeias submentuais e supraclaviculares bilateralmante, sem estase jugular em decúbito a 30-45o. Dentição precária com ausência dos incisivos centrais e lateral esquerdo superiores. Notada leve rigidez do pescoço. Pupilas não fotorreagentes, ictéricas +/4.

Sistema Respiratório: Torax logilíneo escavato. Respiração eupnéica sem utilização de musculatura acessória.  Expansibilidade preservada bilateralmente de ápices às bases. Murmúrio vesicular positivo bilateralmente de ápices às bases. Frêmito toraco-vocal mantido. Sem ruídos adventícios

Sistema Cardiovascular: Tórax propulsivo com Ictus Cordis presente em sexto espaço intercostal esquerdo em linha hemiclavicular com duas polpas, imóvel. Sem frêmitos. Bulhas rítmicas, normofonéticas em dois tempos sem sopros.  

Sistema Digestório: Abdome plano, sem rigidez, simétrico, cicatriz umbilical protrusa medindo aproximadamente 1cm2. RHA presentes. Sem dor às palpações superficial e profunda. Palpação do fígado com micronodulações e borda romba.  

Neurológico: Leve hemiparesia de hemiface esquerda, babinski negativo.

 

EXAMES COMPLEMENTARES

TC:  três lesões cerebrais, hipodensas, com reforço anelar de contraste e edema perilesional, em gânglios da base com efeito de massa associado.

LCR: presença de IgM anti-T.gondii negativo IgG negativo. Pleocitose (190 leucócitos/mm³). Concentração de glicose normal, proteínas 45mg%

Exames laboratoriais

Hemácias: 4,7 mi/mm³ Hemoglobina:11,5 mg/dL Hematócrito: 39,5%  

Leucócitos T CD4+: 1.500/mm³ Segmentados: 75% Eosinófilos: 2% Basófilos: 1% Atípicos: 2% Linfócitos típicos: 16% Monócito: 4%

Uréia e Creatinina: valores dentro da normalidade

VHS: 12mm PCR: 0,17mg/L

TGP: 42UI TGO: 30UI

IMPRESSÕES DIAGNÓSTICAS

Neurotoxoplasmose, cisticercose, linfoma, tuberculose, fungos e abscesso bacteriano

TRATAMENTO

Tratamento de escolha consiste na associação de sulfadiazina 1.000 mg (peso < 60 kg) a 1.500 mg (peso ≥ 60 kg) a cada seis horas e pirimetamina 200 mg no primeiro dia, seguida de 50 mg/dia (peso < 60kg) a 75 mg/dia (peso ≥ 60 kg) + ácido folínico 10 mg/dia por seis semanas. Após esse período de tratamento, deve-se prescrever terapia de manutenção

  • 20 Publicações