Caso Clínico de Infectologia - Hepatite C

há 1 ano     -     
Caso Clínico de Infectologia - Hepatite C

Identificação: A. S. F., sexo masculino, 45 anos, natural e procedente de Salvador.

QP: Urina escura há 3 dias.

HMA: Paciente chega a Pronto Atendimento do Hospital Couto Maia com queixa de colúria há 3 dias. Relata que há aproximadamente 20 dias apresentou quadro característico de gripe com mal-estar, astenia, vômitos e diarreia com resolução rápida dos sintomas. Referiu ainda acolia fecal desde o dia em que notou a alteração urinária.

Antecedentes patológicos: HIV + diagnosticado há aproximadamente 6 meses e em tratamento. Nega DM ou HAS.

Antecedentes familiares: Pai hipertenso e mãe com tuberculose tratada (SIC). Nega histórico de diabetes.

Hábitos de Vida: Paciente etilista, tabagista e usuário de drogas injetáveis

EXAME FISICO:

Dados antropométricos: Peso – 75kg; Altura – 1,80 m; TA: 135x80; PR: 86 bpm; FR: 17 ipm

Impressao geral: LOTE, regular estado geral e nutricional, ictérico, acianótico, eupneico com idade aparente superior a referida.

Cabeça e pescoço: escleras ictéricas. Sem linfonodos palpáveis em cadeia cervical.

Tórax: Simétrico, com boa expansibilidade, MV preservado sem ruídos adventícios, FTV presente.

ACV: Precórdio calmo, ictus palpável no VI EIC esquerdo com aproximadamente 3 cm. BRFN em dois tempos sem sopros.

Abdômen: Plano, cicatriz umbilical intrusa sem circulação colateral. RHA presentes. Timpanismo à percussão, Traube livre, sem sinais de ascite. Dor à palpação de hipocôndrio direito. Fígado palpado abaixo do rebordo costal, doloroso à palpação.

SD: Hepatite viral

Conduta: Solicitadas sorologias para Hepatite + exames laboratoriais.

Resultados dos exames:  Hb - 13,8; Leucograma - 9.000; Plaquetas - 180.000; ALT - 438 U/L; AST - 377 U/L; Bilirrubinas totais - 8,7 mg/Dl; Anti-HBc total - não reagente;             AgHBS - não reagente; Anti-HBs - reagente;  Anti-HCV - não reagente;  HCV-RNA - 1.903.067 UI/ml;

Tratamento

PACIENTE SINTOMÁTICO: não iniciar tratamento. Esperar clareamento viral espontâneo. Após 12 semanas, dosar novamente o HCV-RNA, se ainda houver carga viral tratar:

  1. Interferon, subcutâneo,  6.000.000 UI/dia por 4 semanas e, posteriormente, 3.000.000 UI/3x na semana.
  2. Interferon (3.000.000 UI/ 3x na semana) + Ribarvirina (15 mg/kg/dia, VO, 12/12h) por 24 semanas

PACIENTE ASSINTOMÁTICO: iniciar tratamento logo após diagnóstico.

  • 20 Publicações