Caso Clínico de Pediatria - Asma Aguda

há 2 anos     -     
Caso Clínico de Pediatria - Asma Aguda

História Clínica

Paciente, sexo feminino, 7 anos, natural e procedente de cidade de grande porte, compareceu a unidade de pronto atendimento com queixa de tosse e dispneia há 10 horas. Genitora relata que às 22 horas do dia anterior a paciente iniciou um quadro de tosse seca que evoluiu com dispneia e chiado no peito. Foi feita nebulização em casa com soro fisiológico e 5 gotas de Berotec, sem melhora dos sintomas. Não é a primeira vez que a paciente tem esses sintomas, desde os 2 anos de idade apresenta sibilância recorrente, não faz acompanhamento regular com pediatra e a mãe refere que sempre que a filha apresenta esse quadro a leva na emergência. A paciente tem rinite alérgica, a mãe e a irmã mais velha também têm rinite alérgica, com precipitação dos sintomas com a mudança do tempo e na presença de poeira e mofo. Nega febre e contato com pessoas doentes.

Exame Físico

Geral:

Estado geral regular, lúcida e orienta em tempo e espaço, pálida, afebril ao toque, taquipnéica, hidratada e agitada.

Sinais Vitais:

FC: 112bpm; FR: 31ipm; PA: 95/60mmHg; Tax: 37.3°C

Cabeça e Pescoço:

Mucosas úmidas e descoradas ++/4. Mucosa nasal edemaciada, descorada, com presença de secreção hialina, sem desvio de septo. Sem achados dignos de nota em orelhas, olhos e cavidade oral. Ausência de linfonodomegalias palpáveis.

Aparelho Respiratório:

Tórax de conformação habitual, tiragem intercostal, expansibilidade preservada, FTV presente, sibilos inspiratórios e expiratórios difusos.

Aparelho cardiovascular:

Precórdio calmo, ictus impalpável, bulhas rítmicas, normofonéticas, em dois tempos, sem sopros.

Aparelho gastrointestinal:

Abdômen plano, indolor a palpação, sem visceromegalias.

Extremidades:

Aquecidas, perfusão levemente comprometida e pulsos bem palpáveis

Neurológico:

Sem alterações   

Exames Complementares

Saturação de oxigênio: 90%

PaO2 (ar ambiente): 60mmHg

PaCO2 (ar ambiente): 40mmHg

Pulso paradoxal: 15mmHg

Pico de fluxo expiratório: 45%

Suspeita diagnóstica

Asma Aguda Grave

Conduta

Nebulização com Salbutamol e brometo de ipratrópio

Hidrocortisona

O2 por ventilação não invasiva

 

Autores:

Ana Clara Nery de Oliveira, Jéssica Ferraz F. Dutra, Lavínia Novais Leite Caires

  • 6 Publicações