Caso clínico Obstetrícia

há 1 ano     -     
Caso clínico Obstetrícia

Autores: Aline Castro Cavalcante (Acadêmica de Medicina) Email: alinecastroc@hotmail.com; Mayara Sonaly Lima Nascimento (Acadêmica de Medicina) Email: maymaguerita@hotmail.com; Me. Thiago de Almeida Pequeno, MD (Endocrinologista) Email: thiagoalmeida23@hotmail.com

CASO CLÍNICO

PRS, feminino, 32 anos, chegou a Policlínica de sua região para uma consulta com Endocrinologista, encaminhada do pré-natal de alto risco. É portadora de Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP) e desenvolveu Diabetes Gestacional na 29ª semana de gestação. Respondeu inicialmente ao tratamento não medicamentoso, que incluiu orientação alimentar e mudança do estilo de vida. Entretanto, após 4 semanas, as glicemias de jejum estavam > 115 mg/dL e as pós-prandiais > 145 mg/dL. O Índice de Massa Corpórea (IMC) era 24 kg/m2 .

Qual a conduta médica?

a) Metformina.

b) Reduzir o valor calórico da dieta da gestante.

c) Insulina NPH.

d) Pioglitazona.

e) Glibenclamida.

Comentário: Conforme as Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), recomenda-se a insulinização caso, após 3 semanas de dieta, a paciente com diabetes gestacional apresente glicemia de jejum > 95 mg/dL ou pós-prandial 1 hora após a alimentação > 140 mg/dL. Reduzir o valor calórico da dieta não seria interessante, pois a paciente apresenta IMC < 25 kg/m2 . Pioglitazona é contraindicado para gestante. Letra c.

  • 3 Publicações