43 Publicações -

Como Funciona o Internato no Curso de Medicina

há 1 ano     -     
Como Funciona o Internato no Curso de Medicina


Muito se fala sobre o internato, a etapa em que o estudante de medicina irá ter o contato real com a prática médica, mas você sabe como ele funciona? Vamos te explicar!
 
 

Então, o que é o internato? 

O internato é uma etapa do curso de medicina que corresponde a um estágio curricular obrigatório de treinamento em serviçospróprios ou conveniados, e sob supervisão direta dos docentes da própria Escola/Faculdade.  


Quanto tempo dura? 

A carga horária mínima do internato deve ser pelo menos 35% da carga horária total do curso, com base no Parecer/Resolução específico da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação. Isso corresponde a uma duração média de 2 anos de estágio. 
 

E o que são os rodízios? 

Os rodízios são os períodos do internato, nos quais o interno irá se estagiar num serviço dentro das grandes áreas da medicina: Clínica Médica, Cirurgia, Ginecologia-Obstetrícia, Pediatria, Saúde Coletiva e Saúde Mental. Durante esse contato, o interno deve possuir atividades no primeiro, segundo e terceiro níveis de atenção em cada área. Estas atividades são eminentemente práticas e sua carga horária teórica não poderá ser superior a 20% do total por estágio.  

Pelo menos 30% da carga horária total do internato deve ser desenvolvida na atenção básica e em serviço de urgência e emergência do SUS, devendo predominar a carga horária em atenção básica em relação à de urgência e emergência. Em algumas instituições de ensino, são criados rodízios específicos para essas áreas, em outras, essa carga horária é incluída nos próprios rodízios nas grandes áreas. 
 

Como é a carga horária semanal do internato? 

O limite de carga horária é de 40 horas semanais nos termos da Lei Federal nº 11.788, de 25 de setembro de 2008, que dispõe sobre o estágio de estudantes. A forma como essa carga horária se distribui ao longo da semana pode variar, entre as atividades em ambulatórios, enfermaria, aulas teóricas e plantões. O tempo máximo que um interno pode passar num plantão são 12 horas. 
 

Como são essas atividades? 

 

Enfermaria: As mais populares atividades do internato são as atividades em enfermaria. A rotina da enfermaria consiste na evolução do paciente, visita com a preceptoria e prescrição. Nos estágios em enfermaria, pode haver também o momento de PE (plantão em enfermaria), no qual o interno deve permanecer na enfermaria para participar de atividades fora da rotina da visita, como por exemplo: atender interconsultasavaliar intercorrências, e realizar admissão de novos pacientes. 
 

Ambulatório: As atividades em ambulatório já se iniciam antes mesmo do estudante de medicina iniciar o internato, e continuam presentes nele. Nesse tipo de atividade, o interno realiza o atendimento em consultório dos pacientes, atendendo tanto primeiras consultas como consultas de retorno, supervisionadas pelo docente responsável. 
 

Plantões: Os plantões também são bem comuns no internato, e podem acontecer em serviços de emergência, centro cirúrgico/obstétrico, UTI, e nas enfermarias. Neles, o interno fica realizando atividades que variam a depender de onde ele está de plantão, podendo incluir desde as atividades dos plantões de enfermaria, até atenimentos em emegência, realização de procedimentos e participação em cirurgias e partos.
 

Aulas Teóricas: As aulas teóricas que eram muito comuns antes do internato, agora tomam um papel secundário. Podem acontecer aulas expositivas, ou aulas dinâmicas como a discussão de casos, ou apresentação de seminários. 
 

Outras atividades: A depender do rodízio, o interno pode ser requisitado a realizar atividades diferentes do habitual, como por exemplo: visitas domiciliares, atividades de educação em saúde com a comunidade, entre outras. 
 

E aí, está ansioso para começar essa fase do seu curso? Sente que está preparado? Prepare-se já para o internado com o Pré-Internato 2.0! 

 

43 Publicações - 0 Seguidores

  • 43 Publicações