3561 Publicações -

Concurso da Câmara Municipal de Belo Horizonte é previsto para 2017

há 1 ano     -     
Concurso da Câmara Municipal de Belo Horizonte é previsto para 2017


Este ano, a Câmara Municipal de Belo Horizonte (MG) realizará um novo concurso público.
 Ao todo, serão abertas 98 vagas distribuídas entre cargos de nível médio e superior. A licitação iniciada em fevereiro foi concluída e, de acordo com as informações da Página Oficial da Casa, a melhor Proposta Técnica foi a da Consulplan. 
 
  • Sobre a prova e inscrições:
Ainda não há data prevista para a prova e nem abertura para as inscrições, mas já se sabe a distribuição das vagas.
Na área da saúde, as vagas serão para Odontologia (2 vagas), Psicologia (3 vagas divididas entre área clínica e área organizacional) e saúde pública (1 vaga).
  • Sobre a remuneração e carga horária:
A remuneração prevista varia entre R$ 2.897,50 e R$ 7.139,65 e a jornada de trabalho será de 30 horas semanais. 
 
  • Sobre os Concursos Anteriores:
A Câmara realizou concursos públicos em 2004 e 2008, sendo que este último teve a validade expirada em 2013.
Já o edital de concurso público aberto pela Casa em 2015 foi revogado por recomendação do Ministério Público, que ajuizou ação para anular o convênio com a empresa selecionada para aplicar o concurso. O entendimento era o de que a entidade não atendia aos requisitos legais para contratação direta.
 
No edital do concurso de 2008, o processo de avaliação contou com duas provas objetivas. Uma fechada, com 50 questões e uma aberta, de Dissertação.
As disciplinas pedidas foram: língua portuguesa, conhecimentos específicos e noções de direito público.

Você pode conferir aqui o edital do concurso da Câmara Municipal de Belo Horizonte 2008 aqui.
 
  • Sobre o Novo Edital 2017:
A existência de vagas desocupadas em vários dos cargos efetivos, por conta do último concurso, que teve validade expirada em 2013, torna necessária a realização de novo certame, para provimento das vagas já abertas.
 Na justificativa da contratação, afirma-se que “a necessidade realmente se impõe, na medida em que a vacância já alcança proporções preocupantes, em alguns casos chegando a mais da metade e até mesmo a dois terços das vagas totais existentes, em evidente circunstância de comprometimento dos serviços da Câmara”.
 
 
 
 
3561 Publicações - 0 Seguidores

  • 3561 Publicações