3444 Publicações -

Concurso Marinha Temporário 2018: Dicas de Língua Portuguesa - Concordância Verbal

há 9 meses     -     
Concurso Marinha Temporário 2018: Dicas de Língua Portuguesa - Concordância Verbal


Os Distritos Navais (DN) da Marinha do Brasil abriram Processo Seletivo para prestação de Serviço Militar Voluntário (SMV) temporário como Oficial de 2ª Classe da Marinha (RM2). As vagas são para Fisioterapia, Nutrição, Medicina, Odontologia, Farmácia, Psicologia e Enfermagem com remuneração de R$ 6.625,00!

As inscrições foram até o dia 15 de dezembro e as provas acontecem no dia 04 de março. Tem bastante tempo para se preparar, não é? E para ajudar você que se inscreveu a se preparar trouxemos algumas Dicas de Português ESPECIAIS para Concursos!

São algumas noções fundamentais sobre concordância verbal e nominal, regência verbal e crase – assuntos que caem com FREQUÊNCIA ALTA e que tem igual frequência de erros!

Nesta primeira postagem, falaremos sobre CONCORDÂNCIA VERBAL. Vamos dar uma olhada?

 
  
O verbo sempre deve ser escrito (ou falado) concordando com a pessoa do sujeito (eu, tu, ele/ela, nós, vós/vocês, eles/elas) e com o número (singular ou plural). São muitas opções, vejam só:
  • Sujeito simples: o verbo concorda com o sujeito em número e pessoa, estando o sujeito antes ou depois do verbo.
Ex: Os meninos foram embora do nada / Foram embora, do nada, os meninos

 
  • Sujeito composto: o verbo flexiona para o plural.
Ex: Joana e Carlos insistiram em vir;
 
  • Sujeito composto de diferentes pessoas: O verbo vai para o plural na pessoa que prevalecer.
Ex: Atiramos a pedra você e eu ("atiramos" concorda com "você e eu").

 
  • Sujeito constituído de pronomes de tratamento: verbo flexiona na 3ª pessoa;
 Ex: Vossa Excelência necessita de algo?
 
  • Sujeito constituído pelo pronome relativo QUE: verbo concordará em número e pessoa com o antecedente.
Ex: Somos nós que precisamos de você
 
  • Núcleos do sujeito ligados por OU: O verbo ficará no singular sempre que houver ideia de exclusão.
Ex: Rosa ou azul será a cor do quarto / O quarto será rosa ou azul
 
  • Verbo com o pronome apassivador SE: O verbo concorda com o sujeito;
Ex: Analisou-se o plano de reforma (sujeito = plano de reforma que foi analisado)
 
  • Sujeito formado por expressões: UM E OUTRO – O verbo fica no plural/são dois; UM OU OUTRO – O verbo fica no singular/é um só; NEM UM NEM OUTRO – O verbo fica no singular/não é ninguém.

  • Sujeito formado por número percentual: O verbo concordará com o numeral. Se a indicação de porcentagem se seguir uma expressão com DE + SUBSTANTIVO, a concordância faz-se com esse substantivo.
Ex: 50% dos camundongos morreram / Foi 1% / 5% de cada ingresso foi doado
 
  • Verbos impessoais (haver, fazer, chover, nevar, relampejar...): por não possuírem sujeito, ficam na 3ª pessoa do singular.
Ex: Não havia flores mais belas.
 
  • Verbo SER: se um dos elementos referir-se a pessoa, o verbo concordará com a referencia.
Ex: Minha ambição são os meus sonhos;


Gostou? Fique de olho que teremos mais TRÊS postagens sobre o uso da língua portuguesa e as maiores dúvidas de cada um para o Processo Seletivo da Marinha 2018!


3444 Publicações - 0 Seguidores

  • 3444 Publicações