3917 Publicações -

Concurso Ministério da Fazenda 2018: 1.161 vagas em análise com salários de até R$ 6.388,27

há 1 ano     -     
Concurso Ministério da Fazenda 2018: 1.161 vagas em análise com salários de até R$ 6.388,27


Notícia sensacional para quem aguarda pelo lançamento do concurso público do Ministério da Fazenda em 2018! O pedido de seleção do órgão já foi enviado ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG). A solicitação foi para 1.161 vagas, e, dessas, 257 são reservadas à nível superior.

As informações preliminares frisam que a solicitação do certame foi muito realista, a fim de proporcionar o atendimento efetivo da proposta. Acrescente-se, ainda, que foram solicitadas vagas para a carreira de Analista Técnico-Administrativo, funções que têm como exigência, profissões de nível superior.

O órgão em questão tem demonstrado preocupação nos últimos tempos com a redução em seu quadro de pessoal. Grande parte das oportunidades existentes não está sendo preenchida, seja por conta dos muitos egressos, seja por conta da pequena quantidade de vagas autorizadas por meio de concursos públicos.

A Coordenação de Gestão de Pessoas do Ministério informa que a defasagem chegou a surpreendentes 21.795 servidores, entre cargos de Auditor da Receita, Analista Tributário da Receita e funções administrativas. As consequências desse déficit prejudicam a prestação de serviços à sociedade, considerado que sua demanda cresce acompanhando o desenvolvimento do país. Dessa maneira, para uma gestão eficiente a realização de concursos periódicos para o órgão é urgente e providencial.

Cargos de saúde do Concurso Ministério da Fazenda 2018

O certame foi solicitado para cargos de analista técnico administrativo, de nível superior. Para saúde, a princípio, há a expectativa que o pedido contemple os cargos de enfermeiros e psicólogos. Os salários ofertados variam entre R$ 3.953,68 e R$ 6.388,27, incluindo auxílio-alimentação de R$458,00.

O concurso era aguardado para o ano passado, 2017, no entanto, não houve divulgação do edital nesse período.
Resumidamente, o Analista Técnico Administrativo atuará no planejamento, supervisão, coordenação, controle, acompanhamento e execução de atividades técnicas e especializadas, de nível superior, necessárias ao cumprimento das atribuições constitucionais e legais do Ministério da Fazenda, e à implementação de processos, realização de estudos e pesquisas atinentes à sua área.

Enfermeira(o), saiba como se preparar para o Concurso Ministério da Fazenda de 2018!

Psicóloga(o), saiba como se preparar para o Concurso Ministério da Fazenda de 2018!


Déficit de funcionários: mais de 1.000 servidores aposentados

O Ministério da Fazenda contabiliza, de acordo com dados do Painel Estatístico de Pessoal do Planejamento de 2017, 1.158 aposentadorias. Dentre os órgãos do Executivo Federal, a pasta fica atrás apenas do INSS (1.800 saídas) e Ministério da Saúde (2.400). Somente com a realização de novos concursos é essa defasagem será suprida.

A alta no perfil etário dos servidores – entre 50-59 anos - que compõe o quadro de pessoal do Ministério é uma das razões para a grande quantidade de aposentadorias. A previsão é que alguns funcionários atinjam condições de aposentadoria, de modo crescente, nos anos seguintes.

Sobre o último Concurso do Ministério da Fazenda

O último concurso realizado para área de apoio, função de assistente técnico-administrativo do Ministério da Fazenda aconteceu em 2014. Na época foram oferecidas 1.026 vagas, em que os inscritos foram avaliados por meio de provas objetivas, de Língua Portuguesa, Matemática e Raciocínio Lógico, Conhecimentos de Informática, Atualidades, Gestão de Pessoas e do Atendimento ao Público, Ética do Servidor na Administração Pública, Administração Pública Brasileira e Regime Jurídico dos Agentes Públicos. Foram 263.770 inscritos para as 1.026 vagas ofertadas.

Veja o edital completo do Concurso do Ministério da Fazenda de 2014!

Sobre o Ministério da Fazenda


O Ministério da Fazenda é o órgão que na estrutura administrativa da República Federativa do Brasil cuida basicamente da formulação e execução da política econômica. 

A legislação em vigor – o Decreto nº 9.003, de 13 de março de 2017, aprova a estrutura regimental e o Quadro Demonstrativo dos Cargos em Comissão e das Funções Gratificadas do Ministério da Fazenda, e dá outras providências.

Estrutura-se entre órgãos de assistência direta e imediata, órgãos específicos singulares, órgãos colegiados e entidades vinculadas (autarquias, empresas públicas e sociedades de economia mista).

Confira o organograma abaixo:


Destaques Históricos do Ministério da Fazenda

No período da República Velha, em 1889, o jurista, escritor e jornalista Ruy Barbosa, nascido em Salvador, Bahia, foi o primeiro a exercer a função de Ministro da Fazenda.

Dentre seus grandes feitos no cargo, providenciou o aumento de vencimentos sem o da despesa com redução de pessoal, simplificação de serviços e exigência de produtividade. Também criou o Tribunal de Contas, órgão de magistratura intermediária entre a administração e o Poder Legislativo.

Desde 1891, no século XX, até o momento atual, ano de 2018, Zélia Maria Cardoso de Mello, foi a única mulher a ocupar o mesmo cargo no Órgão. Doutora em Economia, com vasta experiência e currículo profissionais, assumiu a função de Ministra da Fazenda em 1990, permanecendo até o seguinte.

3917 Publicações - 1 Seguidores

Dar superpoderes e empoderar o profissional da Saúde, esse é o propósito da Sanar!! Para isso, disponibilizamos bem aqui todas as ferramentas necessárias para você alcançar seus maiores sonhos! Em nosso blog, você encontrará tudo sobre Residências Multiprofissionais e sobre os melhores Concursos voltados para a área da Saúde. Nossa página é atualizada diariamente com notícias, artigos, dicas de estudo e muitos conteúdos incríveis para sua preparação! :)

  • 3917 Publicações