3492 Publicações -

Dar um iPad ao seu filho é como abusar dele, diz psicólogo

há 3 anos     -     
Dar um iPad ao seu filho é como abusar dele, diz psicólogo



De acordo com o psicólogo Richard House, dar um iPad para crianças é algo muito mais grave do que um ato simbólico de introduzi-las no mundo da tecnologia. Ele descreve isto como "jogar roleta russa com o seu desenvolvimento" e argumenta que as imagens eletrônicas vistas na tela de um iPad podem resultar em crianças com "uma experiência indireta e distorcida do mundo."

"Para confundir os filhos quando eles dificilmente começarem a obter uma certa experiência sobre este mundo, introduzi-los a mundos virtuais tecno-mágicos é, certamente, uma reversão absurda da ordem natural das coisas", disse o psicólogo tentando argumentar sobre o quão prejudicial pode ser para uma criança ter um destes dispositivos a vontade.

O debate sobre os problemas que podem ser ocasionados pelo uso da tecnologia de maneira "indevida" por crianças é muito mais além do que Dr. House tenta explicar, e ele está longe de ser a única pessoa a tratar do efeito que estes produtos podem ter, mesmo sem destacar um produto específico da Apple.

Os membros da Associação de Professores e Docentes do Reino Unido já afirmaram previamente que a dependência do iPad e do iPhone pode ser significativa para crianças com idade entre 3 e 4 anos, mas que não têm problema algum com o conteúdo exibido na tela do dispositivo. A grande preocupação deles é que as crianças podem ter dificuldade para entender o espaço real e possuir pouca ou quase nenhuma habilidade com os dedos.

Aumentando ainda mais a polêmica, no final de 2013 a fabricante de brinquedos Fisher Price lançou um assento para bebês recém-nascidos que já vem com suporte embutido para iPads.

Utilizar produtos tecnológicos diariamente quando se é criança ou adolescente vem se tornando um crescente debate sobre quais as influências que isto pode ter no desenvolvimento de cada um delas. Dificuldades como utilizar papel e caneta, por exemplo, vem sendo destacadas por estudos por conta da utilização recorrente de computadores, tablets e smartphones, e provavelmente esta discussão permanecerá ativa por um longo tempo.

Fonte

3492 Publicações - 0 Seguidores

  • 3492 Publicações