3566 Publicações -

Dicas da Passinho: Mestrado em Enfermagem

há 2 anos     -     
Dicas da Passinho: Mestrado em Enfermagem
?

O mestrado é um tipo de pós-graduação chamada de stricto sensu. Traduzindo, ela é diferente daquela especialização que você está fazendo ou já fez (lato sensu) pois o objetivo principal dela é formar PESQUISADORES em saúde (no nosso caso). Há dois tipos de mestrado, o ACADÊMICO e o PROFISSIONAL. Qual deles é melhor?

Não há um que seja superior ao outro. O mestrado acadêmico é mais antigo, por isso mais conhecido. Ele exige uma maior disponibilidade de tempo do profissional e, em geral, o estudante do programa irá trabalhar com alguma linha de pesquisa já estabelecida por um professor da Universidade. Esse professor será seu orientador, ou seja, aquela pessoa de referência na temática proposta no seu PRÉ-PROJETO, preparado como uma das etapas da seleção do mestrado acadêmico.

O mestrado profissional de Enfermagem, apesar de ser mais recente, tem sido uma ótima opção para o Enfermeiro que está inserido no mercado de trabalho e que não tem tanto tempo disponível para cursar as disciplinas do programa em vários dias e turnos da semana. Ele, geralmente, concentra-se presencialmente em 2 dias da semana (manhã e tarde), a cada 15 dias ou com encontros mensais. Isso depende do edital de cada seleção e de cada Universidade. Nesse tipo de mestrado, há todas as etapas (falarei adiante) do mestrado acadêmico, uma das poucas DIFERENÇAS é que, no mestrado profissional o enfermeiro irá pesquisar a respeito de um PROBLEMA DE PESQUISA do seu cotidiano de trabalho. O caminho é inverso! No mestrado acadêmico o enfermeiro irá pesquisar sobre a linha de estudo do orientador; no mestrado profissional, o orientador irá contribuir na resolução do problema de pesquisa do estudante. Mas, a linha de pesquisa que o estudante deverá seguir necessita ser relacionada ao escopo de conhecimento do professor que irá orientá-lo.

E aí você me pergunta: Sim, Renata, e qual é a principal diferença entre eles?

O mestrado acadêmico pretende formar, além de pesquisadores, futuros professores. Como pesquisador entenda um profissional que INVESTIGA, QUESTIONA E PUBLICA, simmmmm, PUBLICA os resultados dos seus estudos sob a forma de artigos científicos e livros.

Inclusive, podemos ser pesquisadores mesmo sem um mestrado! A pesquisa surge do questionamento da realidade que nos cerca, do nosso interesse em contribuir em algum aspecto da nossa profissão. Aposto que todos vocês concordam que a prática da enfermagem é RECHEADA de questões e assuntos intrigantes e que merecem ser INVESTIGADOS, tanto para a melhoria da nossa categoria quanto para a criação de tecnologias do cuidado que irão favorecer as pessoas que são o alvo da nossa assistência.

Tanto o mestrado acadêmico quanto o profissional têm como produto final a elaboração e defesa de uma DISSERTAÇÃO. Ela vai trazer o seu problema de pesquisa, seus objetivos na realização do estudo, a revisão de literatura sobre o tema, o referencial teórico da sua pesquisa e as etapas metodológicas que você utilizou para chegar ao resultado do estudo. Antes do dia da defesa da dissertação, você irá fazer a QUALIFICAÇÃO, que é a apresentação para uma banca de 3 professores do seu projeto ainda em andamento. Ela é realizada para que os possíveis erros do seu trabalho sejam corrigidos antes da versão final dele. Após todas as correções e a finalização da sua pesquisa, haverá a DEFESA, que é a apresentação de todo o seu estudo para uma banca de 3 professores experts naquele tema do seu trabalho. E, finalmente, após defesa (se tudo der certo) você obterá o título de MESTRE! Ôhhhh coisa maravilhosa! rs.

Pois bem, não dá para fazermos uma seleção de mestrado assim “do nada” rs. É necessário um preparo prévio, principalmente a respeito do currículo lattes, já ouvir falar? Vou explicar como se preparar para uma seleção de um mestrado conceituado de alguma Universidade em etapas:

1ª etapa: Crie um currículo lattes.

“Mas, Renata!!! O que é isso? “Peloamor!” rs. A primeira coisa é clicar nesse link aqui http://lattes.cnpq.br/ e lá clicar em “cadastrar novo currículo”. Esse outro link aqui http://www.cnpq.br/documents/313759/4d62720f-12ef-4ef2-b94c-e996b472834b vai explicar o passo a passo para a criação. 

Junte todos os diplomas e certificados com carga horária maior ou igual a 20 horas (da graduação até a pós-graduação) que você possui no momento em que for criar o currículo.
“Espera aí, Renata! Eu não tenho cursos e nem certificados! E agora? ”

Agora, meu coleguinha, você irá correr atrás do prejuízo e começar a se inscrever em BONS congressos e BONS cursos de aperfeiçoamento. E nem é preciso gastar dinheiro para começar a ter alguns cursos reconhecidos e com cargas horárias acima de 20 horas. Conheça os da UNASUS (http://www.unasus.gov.br/cursos); da UFMG (https://moodle.nescon.medicina.ufmg.br); e da UERJ (http://www.telessaude.uerj.br/site/), só para começar a te empolgar, são todos gratuitos!!! rs Ebaaaa!

Além dos cursos, se você tiver a oportunidade, procure se envolver nos projetos de extensão e de pesquisa das Universidades, isso conta muito para a pontuação do seu currículo lattes.

2ª etapa: Pesquise a respeito da seleção que você pretende concorrer.

 Vá nos sites oficiais das universidades e clique onde tiver escrito “pós-graduação stricto sensu” ou então “mestrado e doutorado”. Procure o edital da seleção do ano anterior. Leia com atenção e cuidado sobre todos os documentos exigidos, sobre a descrição das linhas de pesquisa disponibilizadas pelo programa, sobre os dias das aulas, e, principalmente, sobre os nomes dos professores da linha de pesquisa que te interessa.

Aí está a mágica! rs. Você vai colocar o nome desses professores lá na Plataforma Lattes (o mesmo site onde você criou seu currículo lattes) e vai pesquisar o currículo deles. Investigue a vida acadêmica do seu futuro orientador. Sobre o que ele mais pesquisa? Qual tema? Qual o tipo de estudo que ele realiza? Dessa forma, você poderá elaborar um pré-projeto que seja compatível com o interesse de algum professor do programa do mestrado.

3ª etapa: Estude sobre COMO ELABORAR UM PROJETO DE PESQUISA

Eu sugiro alguns livros: “Como elaborar projetos de pesquisa”, de Antônio Carlos Gil (ótimos para os iniciantes) e “Fundamentos da Pesquisa em Enafermagem”, de Polit, Beck e Hungler (é uma leitura mais aprofundada para nossa área). Você terá que construir um pré-projeto teoricamente e metodologicamente correto para ser aprovado na seleção do programa.

4ª etapa: Estude o CONTEÚDO DA PROVA ESCRITA divulgado no edital

Em geral, os programas de mestrado costumam colocar no edital as referências de artigos científicos que abordem as linhas de pesquisa do programa. LEIA E FAÇA RESUMOS DETALHADOS de todos! A prova escrita, geralmente, é discursiva e pergunta detalhes sobre os artigos citados no edital.

5ª etapa: Compre um DICIONÁRIO DE INGLÊS

Uma das etapas da seleção do mestrado é a prova de proficiência em inglês. Geralmente, essa prova traz um texto de um artigo em inglês sobre uma temática da área de saúde com perguntas em português relacionadas à interpretação do artigo. Estudar português também, hein galera!! Nada de errar na composição das frases, na ortografia e nos acentos viu!! Todo mundo relembrando a época da escola e a redação do vestibular! rs

6ª etapa: Prepare-se para a ENTREVISTA

Essa não é a pior etapa da seleção, tenha certeza (tenha muito foco na elaboração do seu pré-projeto)! rs. Na entrevista, 3 professores participantes do programa do mestrado irão te questionar a respeito do seu pré-projeto e sobre o seu desejo em fazer parte daquela Universidade como estudante de mestrado. Se você estudar seu pré-projeto e tiver convicção do seu desejo, tudo dará certo.
?
Ufaaaaa! É isso aí pessoal! Tentei facilitar um pouquinho a vida de vocês trazendo as etapas que percorri para cursar um mestrado. Felizmente, além dos guerreiros concurseiros, também existem os enfermeiros que desejam ser professores e pesquisadores, não é? Então, hoje essa postagem foi dedicada para vocês!

Um abraço carinhoso e até a próxima semana com mais dicas da Passinho!
3566 Publicações - 0 Seguidores

  • 3566 Publicações