Leucemia Linfóide Aguda

há 1 ano     -     
Leucemia Linfóide Aguda

CASO LIPED

HISTÓRIA DA MOLÉSTIA ATUAL

Paciente J.L.P, sexo masculino, 6 anos e 7 meses. Genitora informa que levou o paciente a UPA há um mês pois o filho encontrava-se com febre baixa intermitente (não fez uso de medicação), cansado e sem energia para realizar as suas atividades, vinha com baixo rendimento escolar. Segundo relato da genitora, foi diagnóstica uma anemia leve cuja conduta foi o uso de sulfato ferroso e dipirona para a febre. Genitora relata que após o uso de sulfato ferroso, o paciente pareceu ter gradualmente mais disposição e que a febre respondeu bem ao uso de dipirona. Há 15 dias, o paciente voltou a ter um quadro de febre, dessa vez alta, intermitente e responsiva ao uso de dipirona, além disso encontra-se com tosse produtiva há 8 dias e dispneia há 1 dia. Refere que as fezes e urina encontram-se sem alterações. Paciente sem história de patologia prévia.

EXAME FÍSICO


PA: 130x80mmHg
Peso: 16kg
Altura: 1,14m
FR: 27 ipm
FC: 80 ppm
Temperatura: 38°C

Impressão Geral: Paciente em REG, dispneico, pálido, emagrecido, LOTE, anictérico e acianótico.
Pele e Fâneros: Palidez e pequenas petéquias em membros inferiores.
Cabeça e pescoço: Mucosa ocular hipocrômica +/IV, gengiva com sinais de sangramento, orofaringe levemente hiperemiada, linfonodo palpável em cadeia cervical posterior direita, medindo +/- 2cm, indolor, imóvel e aderido + pequenos linfonodos palpáveis em cadeia cervical anterior direita e esquerda, dolorido, móvel e não aderido.
Tórax: Expansibilidade torácica diminuída, macicez a percussão da região inferior torácica direita e FTV abolido na mesma região. A ausculta: MV reduzido em hemitórax direito e praticamente inaudível em região inferior torácica direita, sibilos expiratórios e crépitos inspiratórios e expiratórios. Bulhas normofonéticas e em 2T, sem sopros e desdobramentos, ictus palpável em LMC, sem demais alterações.
Abdome: Abdome plano, RHA audíveis e de intensidade normal, indolor a palpação superficial e profunda. Leve esplenomegalia foi detectada.
Extremidades: Presença de petéquias em membros inferiores, discreta sensibilidade a palpação óssea. 
ANTECEDENTES
Antecedentes pessoais: Nega qualquer patologia prévia; cartão vacinal completo.
Antecedentes familiares: Avô faleceu de câncer aos 65 anos, não sabe informar mais detalhes.
Antecedentes alérgicos: Nega alergia medicamentosa. Refere alergia a poeira doméstica.
Epidemiológico: NDN.

SUSPEITA DIAGNÓSTICA
1- Anemia a esclarecer
2- Infecção Respiratória
3- Neoplasia (?) – Linfonodo palpável em cadeia cervical posterior direita, indolor, imóvel e aderido

CONDUTA DIAGNÓSTICA

01-  Hemograma

02-  Radiografia de tórax

 

RESULTADO DOS EXAMES

Hemograma: presença de anemia normocítica e normocrômica e trombocitopenia. Leucocitose <20 mil/ células, presença de linfócitos atípicos; presença de blastos com características linfoides.

Radiografia de tórax: pneumonia lobar direita mais derrame pleural.

 

CONDUTAS

Realizado o tratamento para a pneumonia.

Solicitado análise microscópica da medula óssea.

Solicitado imunofenotipagem de sangue periférico e medular.

RESULTADO

Biópsia da medula óssea: mais de 25% de blastos linfocíticos

Fenótipo Morfológico compatível com linfocítico e subtipos de clones malignos L1.

IMPRESSÃO DIAGNÓSTICA

Leucemia Linfóide Aguda.

CONDUTA

Encaminhado ao hematologista.

 

Caso elaborado pelos ligantes Igor Farjala e Alessandra Neumayer, Liga de Pediatria da  FTC – LIPED-. 

VEJA TAMBÉM

Fique sabendo: Influenza

Artralgia crônica pós infecção por chikungunya

Caso clínico: cirrose e pancreatite

  • 6 Publicações