Proteção Familiar – Vale a pena ter um seguro?

há 1 ano     -     
Proteção Familiar – Vale a pena ter um seguro?

Uma dúvida muito comum entre o público médico é a respeito se vale ou não a pena contratar um seguro de vida. A resposta vai depender muito de qual é o objetivo da contratação e qual a necessidade do investidor. Segue abaixo algumas reflexões que devem ser feitas antes de contratar:

·         Se você falecer hoje, sua família terá condições de manter um padrão de vida satisfatório ao longo dos anos? Seus filhos terão a possibilidade de manter um ensino de qualidade?

·         Se ficar inválido, terá condições de manter renda e padrão de vida familiar?

·         Se ficar internado, você possui uma proteção como forma de obter uma renda alternativa num período de afastamento longo?

·         Caso contraia alguma doença grave (Ex: câncer), você e sua família está preparado financeiramente para esta nova fase da vida?

·         Você já pensou em organizar a sucessão dos seus bens? Seus herdeiros possuem recursos financeiros para pagar um inventário? (cerca 4% a 8% do patrimônio, e o governo já estuda aumentar essa taxa para 20% + custos de advogado).

Se você respondeu NÃO para uma das perguntas anteriores, você tem necessidade de contratar um seguro. Mas ai vem outro questionamento: Rafael, não quero ficar pagando a vida toda um produto que se não for utilizado, todo o recurso gasto ao longo do tempo será perdido!

 

É dessa forma que funciona a maioria dos seguros oferecidos em bancos hoje (Term Life), e que muitas vezes são oferecidos sem uma real análise de riscos e vulnerabilidades do investidor.

E se eu te informasse que existem seguros que podem ser pagos comente por um determinado período, que algumas proteções são válidas até a idade máxima de 100 anos e ainda você pode resgatar até um valor maior do que pagou ao longo do tempo?

Existem alternativas no mercado que possuem esse perfil, são os seguros resgatáveis (Whole Life), para a contratação destes seguros, é feito um processo de análise de saúde mais detalhado do segurado, como solicitação de entrevista médica, e em alguns casos exames e outros procedimentos. Essa análise mais detalhada é pelo fato de que a seguradora não pode cancelar o seguro caso você já esteja velho demais ou tenha adquirido alguma doença grave e a proteção é valida até a idade limite de 100 anos.

 

Algumas seguradoras trabalham com esse tipo de proteção aqui no Brasil (no exterior é muito comum)  e uma outra característica interessante é que o que você pagou ao longo do tempo pode ser resgatado (o valor resgatado pode ser maior ou menor do que o valor pago, vai depender das condições de contratação) caso o segurado não precise mais daquela cobertura.

 

É muito importante que cada um tenha ciência daquilo que esteja contratando e sempre compare com outras alternativas para que possa chegar a um plano ideal para seu cenário.

 

Abraços.

Rafael Nelli

Assessor de Investimentos – ADX Invest

 

Tem alguma dúvida? Discuta nos comentários abaixo!

4 Publicações - 1 Seguidores

  • 4 Publicações