3565 Publicações -

Questão APM 2016 - Resolução Comentada

há 1 ano     -     
Questão APM 2016 - Resolução Comentada


(AMP 2016 – GERAL) A gravidez ectópica geralmente se encontra associada a fatores de risco que causam lesão tubária ou alteração no transporte ovular. Dos fatores de risco aventados qual não seria responsável pelo crescente número de casos de gravidez ectópica?
A) Cirurgia tubária prévia.
B) Doença inflamatória pélvica.
C) Uso de dispositivo intrauterino (DIU).
D) Antecedente de gestação molar.
E) Antecedente de gravidez ectópica.
 

RESOLUÇÃO COMENTADA

Define-se como gravidez ectópica a gestação na qual o embrião se implanta fora do útero. Em 95% dos casos, a implantação ocorre na tuba uterina, mas pode também ocorrer implantação ovariana ou abdominal por exemplo.
São considerados fatores de risco para a ectopia lesão das trompas de Falópio, doença inflamatória pélvica (DIP), cirurgia tubária prévia ou prenhez ectópica anterior. A concepção com o dispositivo intrauterino (DIU) ou após a ligadura tubária é rara, mas estima-se que 25-50% dessas gestações sejam ectópicas. Um outro fator de risco menos comum é a exposição in utero ao dietilestilbestrol (DES).
Dessa forma, a única alternativa que não se enquadra como fator de risco para gravidez ectópica é o antecedente de gestação molar. Portanto a alternativa que corresponde à resposta da questão é a LETRA D.

Para mais contéudos didáticos com uma abordagem prática, conheça nosso Minicurso GRAUITO Preparatório para o Internato!

Referências
  1. Montenegro, Carlos Antonio Barbosa, and Jorge de Rezende Filho. Rezende obstetrícia. Guanabara Koogan, 2010
  2. Estratégicas, Programáticas. "Gestação de alto risco: manual técnico." Ministério da Saúde.
3565 Publicações - 0 Seguidores

  • 3565 Publicações