Residência USP 2019: O que cai na prova de Nutrição

há 1 ano     -     
Residência USP 2019: O que cai na prova de Nutrição


Universidade de São Paulo - USP abriu edital de Residencia Multiprofissional e Uniprofissional com vagas para Nutrição! Ao todo, são 13 oportunidades divididas em:

Faculdade de Medicina (FM):
- Programa de Residência em Área Profissional da Saúde: Nutrição Clínica em Cardiopneumologia / InCor - 05 vagas;
- Programa de Residência em Área Profissional da Saúde: Nutrição Clínica em Gastroenterologia / InCor - 04 vagas;
- Programa de Residência Multiprofissional: Prevenção e Terapêutica Cardiovascular / InCor - 02 vagas;

Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP):
- Programa de Residência Multiprofissional: Atenção Integral à Saúde / Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - 02 vagas;

A seleção será realizada em etapas de Prova Objetiva, Prova Dissertativa e Análise de Currículo. A primeira etapa acontecerá no dia 02 de setembro, às 14 horas. 
Os assuntos cobrados serão:

1) 10 (dez) questões de conhecimentos gerais:
  • Sistema Único de Saúde;
  • Política Nacional de Humanização;
  • Política Nacional de Atenção Básica;
  • Redes de Atenção à Saúde;
  • Trabalho Interprofissional;
  • Bioética;
  • Segurança do Paciente;
2) 10 (dez) questões de interpretação de textos relacionados à área da saúde de uma forma geral;

3) 30 (trinta) questões de conhecimentos específicos de cada área profissional;
  • Ética Profissional;
  • Redes de Atenção à Saúde e o trabalho nos diversos componentes da Rede;
  • Trabalho em Equipe e Interdisciplinaridade;
  • Acolhimento;
  • Apoio Matricial em Saúde Mental na Atenção Primária à Saúde;
  • Fisiologia relacionada à Ingestão, Digestão, Absorção, Metabolismo e Excreção de nutrientes;
  • Nutrição básica: macro e micronutrientes;
  • Alimentação e Nutrição em Saúde Pública: Política Nacional de Alimentação e Nutrição,
  • Segurança Alimentar e Nutricional, Vigilância Alimentar e Nutricional, Guia alimentar para a população brasileira;
  • Aleitamento materno e introdução de alimentação complementar;
  • Administração de Unidades de Alimentação e Nutrição Hospitalares: planejamento, organização, supervisão e controle de qualidade (nutricional, sensorial, higiênicosanitário) no preparo e distribuição dos diferentes tipos de dietas hospitalares;
  • Atuação do nutricionista clínico: triagem nutricional, avaliação e diagnóstico do estado nutricional;
  • Educação nutricional Cuidado nutricional nas doenças do sistema digestório Cuidado nutricional nas doenças do sistema pulmonar;
  • Cuidado nutricional nas doenças do sistema cardiovascular;
  • Cuidado nutricional nas doenças renais;
  • Cuidado nutricional nas doenças crônicas não transmissíveis (Diabetes Mellitus, Obesidade,
  • Hipertensão Arterial Sistêmica, Dislipidemias);
  • Cuidado nutricional em pacientes em estado crítico;
  • Terapia Nutricional Enteral: Formulações, Indicações, Cálculos, Técnicas de Ministração,
  • Monitorização clínica e laboratorial, Complicações inerentes às dietas enterais;
  • Necessidades e recomendações nutricionais nas diferentes faixas etárias;
Para realização da Prova Dissertativa, serão cobrados os mesmos assuntos da prova de Conhecimentos Específicos. De acordo com o Edital Normativo, liberado pela Universidade, a Bibliografia indicada é:
  1. BRASIL. Ministério da Saúde. Guia alimentar para a população brasileira. 2ª ed. Brasília: Ministério da Saúde, 2014. 156 p.
  2. BRASIL. Ministério da Saúde. Marco de referência da vigilância alimentar e nutricional na atenção básica. Brasília: Ministério da Saúde, 2015. 56 p.
  3. BRASIL. Ministério da Saúde. Orientações para avaliação de marcadores de consumo alimentar na atenção básica. Brasília: Ministério da Saúde, 2015. 33 p.
  4. BRASIL. Ministério da Saúde. Protocolos do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional - SISVAN na assistência à saúde. Brasília, 2008. 61 p.
  5. BRASIL. Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. Dez passos para uma alimentação saudável: guia alimentar para crianças menores de dois anos: um guia para o profissional da saúde na atenção básica. 2ª ed. Brasília: Ministério da Saúde, 2013. 72 p.
  6. BRASIL. Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. Orientações para a coleta e análise de dados antropométricos em serviços de 48 saúde: Norma Técnica do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional – SISVAN. Estatística e Informação em Saúde – Série G. Brasília: Ministério da Saúde, 2011. 76 p.
  7. BRASIL. Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. Política Nacional de Alimentação e Nutrição. Textos Básicos de Saúde – Série B. Brasília: Ministério da Saúde, 2012. 84 p.
  8. ISOSAKI, M.; NAKASATO, M. Gestão de serviço de nutrição hospitalar. São Paulo: Editora Elsevier, 2009. 360 p.
  9. SILVA, S. M. C. S.; MURA, J. D’A. P. Tratado de alimentação, nutrição e dietoterapia. 3ª ed. São Paulo: Editora Payá, 2016. 1338 p.
  10. VIEIRA, L. P.; ISOSAKI, M.; OLIVEIRA, A.; COSTA, H. M. Terapia Nutricional em Cardiologia e Pneumologia. São Paulo: Editora Atheneu, 2014. 496 p.
  11. WAITZBERG, D. L. Nutrição oral, enteral e parenteral na prática clínica. 4ª ed. São Paulo: Atheneu, 2009. 2 volumes. 2628 p
Anotaram tudo??
Esse conteúdo vai ser a referência de vocês na hora de estudar para a prova!

DESEJA SER APROVADO NA RESIDÊNCIA USP 2019? CLIQUE AQUI E CONFIRA COMO SE PREPARAR!
61 Publicações - 1 Seguidores

Em 2019 ultrapassaremos os 150 mil nutricionistas no Brasil! Já passou da hora de termos um lugar com todo contéudo que precisamos, correto?

Aqui você vai encontrar: Concursos abertos para Nutrição, Editais de residência; Dicas de estudo, Artigos Técnicos, Mapas Mentais, Flashcards, Entrevistas, Dicas de carreira e muito mais! Fique de olho e vem com a gente :)

  • 61 Publicações