3348 Publicações -

Serie Casos Clínicos - Qual é o procedimento indicado?

há 1 ano     -     
Serie Casos Clínicos - Qual é o procedimento indicado?

Caso Clínico da LACLIM UFBA
MPJR, 29 anos, feminino, solteira, é vítima de trauma automobilístico às 03:00h, onde ao dormir ao volante colidiu frontalmente contra um poste de concreto. Estava sozinha no veículo e dá entrada no serviço trazida pelos bombeiros que relatam acidente carro-poste com paciente sem cinto de segurança, projetada sob o volante.
Paciente sonolenta, gemente, desorientada em tempo e espaço apresentando sinais claros de embriaguez. Escala de coma de Glasgow 13.
No local, Hipocorada (+/4+), Taquipneica (27irpm), Taquicardica (FC= 110bpm), apresentando dor em tórax anterior e abdome. A ausculta cardíaca BCNF R2T, sem sopros.  Asculta pulmonar sem ruídos adventícios, MUV + rude. Lesão corto-contusa na região frontal direita, sem outras lesões aparentes ou sangramentos ativos
O interno do 5º ano Joaquim, acompanhado de seu preceptor, recebem a paciente em prancha rígida e com colar cervical, e prontamente solicitam dois acessos venosos calibrosos nos MMSS, avaliam as vias aéreas e ofertam O2 a 100% em máscara válvula-balão. 
Durante a avaliação cardíaca e pulmonar percebem que a paciente começou a ficar agitada, apresentando piora da dispneia, turgência jugula, bulhas cardíacas hipofonéticas, murmúrio vesicular abolido à direita com hipertimpanismo e hipotensão.
Foi então realizado a toracocentese de alívio no 2° espaço intercostal direito, e o preceptor informou ao Joaquim que está paciente necessitará de um dreno de tórax.

 Você está preparado para o Internato? Confira nesse minicurso totalmente gratuito como chegar na frente! 

Pergunta-se:
a)      O que é Pneumotórax? E Pneumotórax Hipertensivo?
O pneumotórax é definido como a presença de ar livre na cavidade pleural. É classificado em simples, hipertensivo e aberto.  O pneumotórax simples é todo aquele em que não há desvio do mediastino para o lado contra-lateral ao pneumotórax, podendo decorrer tanto de trauma penetrante quanto fechado. O pneumotórax hipertensivo ocorre entrada do ar na cavidade pleural de forma unidirecional, fazendo com que a pressão no hemitórax colapse o pulmão e desvie o mediastino e suas estruturas para o outro lado.
b)      Como se faz o diagnóstico de Pneumotórax Hipertensivo?
O diagnóstico é clínico com base nos sinais e sintomas de dispneia, redução da expansividade pulmonar do hemitórax envolvido associado a desvio contra-lateral da traqueia, turgência jugular, diminuição ou ausência de murmúrio vesicular no lado acometido, hipotensão ou enfisema subcutâneo.
 
c)      Como se dá o tratamento de um Pneumotórax Hipertensivo?
O tratamento se dá de forma imediata já que a afecção é caracterizada como uma emergência médica. É feito com a toracocentese de alívio, que é a introdução de agulha no 2° espaço intercostal, na linha hemiclavicular do lado acometido; para então ser realizado o tratamento definitivo, que consiste na drenagem tubular no 5° espaço intercostal no, entre linha axilar anterior e média.
 


3348 Publicações - 0 Seguidores

  • 3348 Publicações