Transtorno do espectro autista

há 1 ano     -     
Transtorno do espectro autista

O Transtorno do Espectro Autista (TEA) é caracterizado por comprometimento do desenvolvimento cognitivo e da linguagem. A OMS estima que 1 em cada 160 crianças no mundo apresenta o transtorno. O diagnóstico precoce é importante, pois a orientação e intervenções adequadas permitem ganhos significativos no desenvolvimento da criança. Assim, alguns comportamentos incomuns podem indicar a necessidade de avaliação mais cuidadosa para diagnóstico do TEA, tais como: tendência a rotinas ritualizadas e rígidas, com resistência a mudanças; atenção exagerada a detalhes específicos e repetição de palavras ou sons.

Abaixo os níveis de gravidade do TEA¹.

NÍVEL DE GRAVIDADE: Nível 3 - “exigindo apoio muito substancial”

Comunicação Social: Déficits graves nas habilidades de comunicação social verbal e não verbal causam prejuízos graves de funcionamento, limitação em iniciar interações sociais e resposta mínima a aberturas sociais que partem de outros.

Interesses restritos e comportamentos repetitivos: Inflexibilidade de comportamento, extrema dificuldade em lidar com a mudança ou outros comportamentos restritos/repetitivos interferem acentuadamente no funcionamento em todas as esferas. Grande sofrimento/dificuldade para mudar o foco ou as ações.

 

NÍVEL DE GRAVIDADE: Nível 2 - “exigindo apoio substancial”

Comunicação Social: Déficits graves nas habilidades de comunicação social verbal e não verbal, prejuízos sociais aparentes mesmo na presença de apoio, limitação em dar início a interações sociais e resposta reduzida ou anormal a aberturas sociais que partem dos outros.

Interesses restritos e comportamentos repetitivos: Inflexibilidade do comportamento, dificuldade de lidar coma mudança ou outros comportamentos restritos/repetitivos aparecem com frequência suficiente para serem óbvios ao observador casual e interferem no funcionamento em uma variedade de contextos. Sofrimento/dificuldade para mudar o foco ou as ações.

NÍVEL DE GRAVIDADE: Nível 1 - “Exigindo apoio”

Comunicação Social: Na ausência de apoio, déficits na comunicação social causam prejuízos notáveis. Dificuldade para iniciar interações sociais e exemplos claros de respostas atípicas ou sem sucesso a aberturas sociais dos outros. Pode aparentar pouco interesse por interações sociais.

Interesses restritos e comportamentos repetitivos: Inflexibilidade de comportamento causa interferência significativa no funcionamento em um ou mais contextos. Dificuldade em trocar de atividade. Problemas para organização e planejamento são obstáculos à independência."

(DSM V)

VEJA TAMBÉM

Caso Clínico de Neurologia

Notificação Compulsória - portaria Nº 204 de 17 de Fevereiro de 2016

Demência Vascular causada por Encefalopatia arteriosclerótica subcortical

  • 8 Publicações