3356 Publicações -

Residência em Enfermagem: tudo que você precisa saber

há 2 meses     -     
Saiba tudo sobre Residência em Enfermagem

 

Você já ouviu falar em Residência Multiprofissional em Enfermagem? Já?
Mas será que você conhece de fato como funciona a especialização?

Para tirar qualquer dúvida que possa existir, criamos esse conteúdo.
Está tudo divido em tópicos - é só clicar que todas as respostas surgirão na sua tela :)

Vamos lá:
 

1. O que é a Residência Multiprofissional em Enfermagem e como funciona
2. Quais as especialidades e atividades possíveis na Residência em Enfermagem
3. Qual a melhoria profissional real para o enfermeiro pós-residência multiprofissional
4. Como ocorre o processo de seleção para se tornar um Residente de Enfermagem


 


1. O que é a Residência Multiprofissional em Enfermagem e como funciona?

A Residência Multiprofissional em Enfermagem é uma especialização voltada para a educação na prática.
Trata-se de um programa de cooperação entre setores para favorecer a inserção qualificada dos jovens profissionais da saúde no mercado de trabalho, particularmente em áreas prioritárias do Sistema Único de Saúde.

O programa tem duração de 02 (dois) anos, com uma carga horária de 60 (sessenta) horas semanais, sendo 80% do tempo destinado a atividade prática e 20% para atividades teóricas.

O residente tem direito a uma folga semanal e a 30 (trinta) dias consecutivos de férias por ano, que podem ser fracionadas em dois períodos de 15 (quinze) dias. Cada residente conta com a supervisão de um preceptor (profissional de serviço) e um tutor (docente de instituição de ensino superior). Todo o programa é voltado para maior aprendizado e experiência prático.

Os residentes recebem uma bolsa no valor de R$ 3.330,43, financiada pelo Ministério da Saúde e pelo Ministério da Educação.
Por esse motivo, devem ter dedicação exclusiva, não podendo desenvolver outras atividades profissionais nesse período. A carga horária total alcança o número de 5.760 horas.


2. Quais as especialidades e atividades possíveis na Residência em Enfermagem

As residências multiprofissionais contam com várias profissões da saúde inseridas no mesmo programa. O foco é a atuação interdisciplinar e transdisciplinar entre as várias áreas do conhecimento. Nessa modalidade de residência, os profissionais atuam juntos buscando o cuidado ao paciente de maneira integral, visando a modificação do modelo hegemônico e fragmentado da saúde baseado nas especialidades.

As residências tradicionais de enfermagem possuem só enfermeiros e visam especializar o profissional em determinada área de atuação, como nas residências de enfermagem em terapia intensiva, enfermagem em neonatologia, enfermagem em clínica-cirúrgica, entre outras. Alguns exemplos de residências são:

  • Enfermagem em Cardiopneumologia de Alta Complexidade
  • Residência Multiprofissional em Álcool e Outras Drogas
  • Saúde Mental com ênfase em Dependência Química
  • Enfermagem na Saúde da Criança e do Adolescente
  • Enfermagem em Saúde Mental e Psiquiátrica
  • Enfermagem na Saúde do Adulto e do Idoso
  • Saúde do Idoso em Cuidados Paliativos
  • Prevenção e Terapêutica Cardiovascular
  • Síndromes e Anomalias Craniofaciais
  • Saúde Coletiva e Atenção Primária
  • Assistência Cardiorrespiratória
  • Enfermagem Obstétrica
  • Saúde Mental

3. Qual a melhoria profissional real para o enfermeiro pós-residência multiprofissional?

A residência multiprofissional contribui não só para a maturidade profissional, bem como para a maturidade pessoal de cada profissional.

Além disso, a enfermagem é uma ciência dotada de procedimentos técnicos e saberes específicos em cada campo de atuação, desde a atenção primária até a alta complexidade.

Diante disso, uma pós-graduação que proporcione a atuação prática do profissional em 80% do tempo oferece mais habilidades e conhecimentos do que a modalidade que tenha horas limitadas de aprendizado em serviço.

Em entrevista a Editora Sanar, a enfermeira Renata Passinho contou algumas das vantagens profissionais de ter feito residência. “Após a residência, obtive muito sucesso nos concursos públicos que prestei e iniciei minha atuação na docência, tanto na graduação de enfermagem como nos programas de pós-graduação de instituições privadas de ensino superior. O enfermeiro que ingressa em uma residência, sai completamente transformado no sentido positivo: mais maduro, seguro e com habilidades práticas consolidadas”, contou ela, garantindo que todos esses pontos são observados e valorizados no mercado de trabalho

 

4. Como ocorre o processo de seleção para se tornar um Residente de Enfermagem

Para ingressar em uma Residência de Enfermagem, o estudante precisa ser aprovado no processo de seleção realizado por instituições que oferecem essa modalidade de especialização – geralmente centros universitários e universidades de todo país.

A estrutura de cada um desses processos irá variar de acordo com os editais apresentados pelas instituições, mas normalmente são seguidas essas etapas:

 I) Prova de Conhecimentos Gerais e Específicos;
II) Análise de Currículo;
II) Entrevista. 

Na Prova de Conhecimentos Gerais, as avaliações têm questões de assuntos que independem da especialização da sua residência, como os vinculados a Saúde Pública, Língua Portuguesa e códigos do Sistema Único de Saúde (SUS).

Já nas de Conhecimento Específico haverá questões do conteúdo programático estudado na faculdade de Enfermagem, podendo ser fáceis, medianas ou difíceis.


ENFERMEIRO, saiba como se preparar para a prova de Residência

 

#LEMBRESEMPRE

Acredite, depois de concluir a sua residência, o estudante terá um enorme diferencial na sua carreira. Com toda a experiência adquirida em cada campo de atuação durante os 2 anos do programa e com os trabalhos desenvolvidos, além de se tornar um especialista, o aluno sairá na frente de muitos outros colegas de trabalho que estarão competindo com ele pelas próximas vagas no seu futuro emprego.

Clique aqui para ver a lista de Residências Uniprofissionais e Multiprofissionais abertas!

 





3356 Publicações - 0 Seguidores

  • 3356 Publicações