3565 Publicações -

Residência em Fisioterapia? Tire as suas dúvidas

há 6 meses     -     
Saiba tudo sobre Residência em Fisioterapia




#DestinoResidência

Você sonha se tornar um Fisioterapeuta Residente em 2019?
O Programa de Residência Multiprofissional em Fisioterapia é destinado a profissionais formados na área de Fisioterapia.

O curso tem duração de 02 anos, com carga horária de 5.760 horas,
distribuídas em atividades teóricas/práticas, sob a forma de treinamento em serviço, equivalente a 60 horas/semana.

Confira todas as informações que preparamos para você sanar todas as suas dúvidas e se preparar bem para as provas! 
Para facilitar, dividimos tudo em tópicos. Vamos lá: 

1. Quais são as vantagens de fazer Residência Médica Multiprofissional em Fisioterapia?
2. Como ocorre o processo de seleção para se tornar um Residente em Fisioterapia
3. Atividades do Residente em Fisioterapia
4. A função do Preceptor e do Tutor na Residência em Fisioterapia
5. Assuntos mais recorrentes do edital para Residência em Fisioterapia
6. Leia todos os nossos artigos sobre Residência Multiprofissional em Fisioterapia 

 



1. Quais são as vantagens de fazer Residência Multiprofissional em Fisioterapia?


a) Experiência: a experiência é uma das maiores vantagens da residência.
Ao optar por esse programa, você vai ter acesso à uma prática intensa de aprendizado através do aperfeiçoamento de habilidades técnicas.
Os treinamentos em serviços proporcionam um enorme desenvolvimento de suas habilidades profissionais;

b) Remuneração: os residentes recebem uma bolsa, financiada pelo Ministério da Saúde e pelo Ministério da Educação, no valor de R$ 3.330,43.
Isso significa entrar no mercado de trabalho com uma remuneração que pode ser muito maior do que a média encontrada em diversos outros tipos de vagas;

c) Acompanhamento: em geral, nas residências você é supervisionado por um professor tutor ou por um preceptor com experiência prática na sua área de estágio.
O que te permitirá uma troca constante de experiências com profissionais qualificados que podem te ensinar muito e te abrir portas futuras;

d) Oportunidades maiores no mercado de trabalho: a residência tem um valor de pós-graduação muito valioso no mercado de trabalho.
Ela é, ainda, muito simbólica no currículo pois garante que você passou por boas experiências.
Além disso, existem grandes chances de você ser absorvido pelos setores em que desenvolverá estágio;

e) Obtenção de título: um curso de pós-graduação, por mais que reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC), não é capaz de te fornecer um título de especialista,
isso só pode ser feito através da residência. A busca por residências vem crescendo no Brasil, assim como suas oportunidades. 


2. Como ocorre o processo de seleção para se tornar um Residente em Fisioterapia

Para ingressar em uma Residência de Fisioterapia, você precisa ser aprovado no processo de seleção realizado por instituições que oferecem essa modalidade de especialização.

A estrutura de cada um desses processos irá variar de acordo com os editais apresentados pelas instituições, normalmente são seguidos essas etapas:

  • Prova de Conhecimentos;
  • Análise de Currículo;
  • Entrevista.


Ou você só precisa apresentar seu diploma ou comprovante de graduação depois de aprovado, quando já for apresentar os documentos para começar o programa de Residência.

3. Atividades do Residente em Fisioterapia

  • Avaliar os aspectos cinético-funcionais relacionados a distúrbios respiratórios, cardiovasculares e neuromotoras dos pacientes hospitalizados;
  • Planejar e implementar propostas cinesioterapêuticas adequadas às necessidades de cada paciente;
  • Desenvolver e implementar rotinas de atendimentos fisioterapêuticos para a demanda da rede de saúde, em especial o hospital, baseadas em protocolos validados na literatura;
  • Acompanhar e registrar a evolução dos pacientes a partir de uma perspectiva interdisciplinar;
  • Desenvolver critérios para a alta dos pacientes e implementar protocolos adequados a cada situação clínica;
  • Desenvolver e implementar programas de acompanhamento pós-alta (revisões periódicas e orientações).


4. A função do Preceptor e do Tutor na Residência em Fisioterapia

O Preceptor é o profissional efetivo que atua na equipe multiprofissional de saúde do hospital ou da Rede Básica de Saúde, contemplando as seguintes atribuições:

  • Supervisionar, orientar e acompanhar o residente na sua prática diária;
  • Planejar em conjunto com o tutor as atividades a serem desenvolvidas durante a permanência do estudante no campo da prática, tomando como base as políticas de atenção à saúde preconizada pelo SUS e as habilidades e competências técnicas exigidas no campo de atuação;
  •  Realizar com o (os) residente(s) nas reuniões de equipe, planejamento das atividades da prática, considerando que estas devem ser diversificadas, desde o atendimento individualizado até o coletivo, educação em saúde, atendimento no domicílio e/ou nos espaços comunitários (escolas, associações, dentre outros).


O Tutor é o profissional que acompanha as atividades do Residente no campo de prática cujas atribuições envolvem:

  • Exercer função de supervisão docente assistencial, acompanhamento, avaliação, suporte teórico e prático para residentes;
  • Elaborar planejamento em conjunto e apoiar o preceptor nas atividades do campo.


5. Assuntos mais recorrentes do edital para Residência em Fisioterapia

As provas têm questões de assuntos gerais que independem da especialização da sua residência,
como os vinculados a Saúde Pública e códigos do Sistema Único de Saúde (SUS), assim como as questões específicas.

Olha esse exemplo:

# Questão Específica 
Sobre os efeitos biofísicos da aplicação de ultrassom, é correto afirmar que.
A) O aumento da extensibilidade das estruturas ricas em colágeno é efeito não térmico.
B) O efeito térmico moderado do ultrassom é utilizado para o alongamento do tecido, redução de tecido cicatricial e inibição da atividade simpática.
C) A energia ultrassônica em pulso leva a eventos relacionados à cavitação estável e à cavitação transitória que produzem os efeitos não térmicos.
D) O ultrassom, aplicado com uma frequência de saída de 1 MHz, nos efeitos térmicos, pode afetar tecidos localizados abaixo de 2 cm de profundidade e o ultrassom de 3 MHz é eficaz em tecidos localizados até 5 cm de profundidade.
E) O aumento da velocidade de condução do nervo sensorial e do nervo motor é efeito térmico.

Saiba como se preparar para as provas de residência em todo país:
Preparatório para Residências em Fisioterapia - 490 Questões Comentadas

 



Quer saber mais? Acompanhe nossas publicações 
e trilhe com mais facilidade o seu caminho até a aprovação.


 


Já conhece nosso canal no Youtube? Não?
Então corra e assista esses vídeos que preparamos para você: 

 


Fique de olho em nossas redes sociais.
Em breve, traremos mais conteúdos sobre os programas de Residência em Fisioterapia :)
INSTAGRAM | YOUTUBE | FACEBOOK 



 





3565 Publicações - 0 Seguidores

  • 3565 Publicações