Residência em Odontologia: tire toda as suas dúvidas

há 4 meses     -     
Saiba tudo sobre Residência em Odontologia

 

Você já ouviu falar em Residência Multiprofissional em Odontologia?
Já? Mas será que conhece de fato como funciona a especialização?

Nesse artigo, vamos te explicar cada detalhe da Residência Multiprofissional.
É só clicar no tópico em que você mais tem dúvida e ler tudo!

1. O que é a Residência Multiprofissional em Odontologia?
2. Quais as especialidades e atividades possíveis na Residência em Odontologia?
3. Qual a visão do mercado sobre a Residência Multiprofissional?
4. Como ocorre o processo de seleção para se tornar um Dentista Residente? 
5. Lista Completa: conteúdos sobre Residência Multiprofissional em odontologia
 

 
  • O que é a Residência Multiprofissional em Odontologia e como funciona?

 A Residência Multiprofissional em Odontologia é uma especialização voltada para a educação em serviço, ou seja, durante o exercício da função. Trata-se de um programa de cooperação entre setores para favorecer a inserção qualificada dos jovens profissionais da saúde no mercado de trabalho, particularmente em áreas prioritárias do Sistema Único de Saúde. O programa tem duração de 02 (dois) anos, com uma carga horária de 60 (sessenta) horas/semanais, sendo 80% do tempo destinado a atividade prática e 20%, teórica.

O residente tem direito a uma folga semanal e a 30 (trinta) dias consecutivos de férias por ano, que podem ser fracionadas em dois períodos de 15 (quinze) dias. Cada residente conta com a supervisão de um preceptor (profissional de serviço) e um tutor (docente de instituição de ensino superior). Todo o programa é voltado para maior aprendizado e experiência prático.

Os residentes recebem uma bolsa, financiada pelo Ministério da Saúde e pelo Ministério da Educação, no valor de R$ 3.330,43. Por esse motivo, devem ter dedicação exclusiva, não podendo desenvolver outras atividades profissionais nesse período.

 
  • Quais as especialidades e atividades possíveis na Residência em Odontologia

Em 2016, foram lançadas mais de 400 vagas em aproximadamente 100 editais para residentes em Odontologia no país.

Com provas concorridas, as oportunidades de curso são diversas, e dentre elas, estão: 

  • Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial

  • Saúde Coletiva e da Família

  • Implantodontia

  • Oncologia

  • Periodontia

  • Saúde da mulher

  • Saúde da criança

  • Saúde Perinatal

  • Intensivismo

  • Urgência e Trauma

  • Saúde do Adulto e Idoso

  • Saúde Comunitária

  • Epidemiologia Hospitalar

  • Atenção ao Paciente Crítico

  • Paciente crítico

 

Além das especializações citadas, outras diversas podem ser trabalhadas de acordo com a instituição hospitalar, universitária ou instituto em questão. Em termos didáticos, o programa de residência pode ser dividido num primeiro momento, onde há vivências mais curtas e gerais dos diversos ambientes hospitalares; e num segundo, no qual o residente pode optar pela ênfase na sua formação.

 Atualmente, o maior número de vagas é para residência com especialização em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial. A grande maioria dos outros cursos são recentes, e encontram-se em constante processo de construção e amadurecimento. A cada novo ano, aprendizados são adquiridos pela vivência, pelos resultados de ações tomadas, por mudanças de estratégias, por transformações nos campos de atuação. Consequentemente, as especializações têm ficado cada vez mais aprimoradas e reconhecidas.
 
  • Qual a visão do mercado sobre a Residência Multiprofissional?

 

Assim como para outras formações de saúde, a Residência em Odontologia coloca o profissional em vantagem extremamente competitiva no mercado. Além disso, o exercício do aprendizado prático e multiprofissional “rompe com a lógica tradicional de delimitação estreita de fronteiras profissionais, promovendo a integração entre saberes e práticas multiprofissionais no cotidiano das equipes de atenção à saúde”, opina a vice-presidente de Ensino, Informação e Comunicação da Fiocruz, Nísia Lima.
?
O profissional egresso de um programa de Residência é muito valorizado no mercado de trabalho, porque, a formação é considerada atualmente como a melhor forma de capacitar um profissional da saúde. Isso pode ser visto, inclusive, em alguns editais de concursos públicos, que pontuam diferentemente os portadores de títulos de especialização com menor carga horária, em relação aos egressos de programas de Residência

Os cursos de residência multiprofissional agregam ao Dentista conhecimento, prática e experiência valorizados no mercado de trabalho não apenas no seu ingresso hospitalar particular ou junto ao Sistema Único de Saúde, bem como na prática clínica de mercado - acrescentando valor curricular, financeiro e de conhecimento ao profissional.

  • Como ocorre o processo de seleção para se tornar um Dentista Residente

 

Para ingressar em uma Residência de Odontologia, o estudante precisa ser aprovado no processo de seleção realizado por instituições que oferecem essa modalidade de especialização – geralmente centros universitários e universidades de todo país. A taxa de inscrição varia entre R$100 e R$ 350 para cada prova.

 A estrutura de cada um desses processos irá variar de acordo com os editais apresentados pelas instituições, mas normalmente são seguidas essas etapas:
 

1)   Prova de Conhecimentos Gerais e Específicos: objetiva e discursiva;

2)    Análise de Currículo;

3)    Entrevista;

 

Na Prova de Conhecimentos Gerais, as avaliações têm questões de assuntos que independem da especialização da sua residência, como os vinculados a Saúde Pública, Língua Portuguesa e códigos do Sistema Único de Saúde (SUS).

 Já nas de Conhecimento Específico, haverá questões do conteúdo programático estudado na faculdade de odontologia, podendo ser fáceis, medianas ou difíceis.

Nas etapas de entrevista e avaliação de currículo é importante destacar as atividades extracurriculares exercidas durante a graduação: Iniciação científica, monitoria, publicação de trabalho, apresentação de pôster, projetos de extensão.
 

#LEMBRESEMPRE
 

Acredite, depois de concluir a residência, o profissional terá um enorme diferencial na sua carreira.

Com toda a experiência adquirida em cada campo de atuação durante os anos do programa e com os trabalhos desenvolvidos, além de se tornar um especialista, o dentista sairá na frente de muitos outros colegas de trabalho que estarão competindo com ele pelas próximas vagas no seu futuro emprego.

Clique aqui e comece a se preparar agora para ser um Residente em Odontologia.


Quer saber mais? Acompanhe nossas publicações 
e trilhe com mais facilidade o seu caminho até a aprovação.

 



Já conhece nosso canal no Youtube? Não?
Então corra e assista esses vídeos que preparamos para você: 

 



Fique de olho em nossas redes sociais.
Em breve, traremos mais conteúdos sobre os programas de Residência em Odontologia. :)

INSTAGRAM | YOUTUBE | FACEBOOK 

15 Publicações - 9 Seguidores

Sou o Dentista Concurseiro da Editora Sanar! No meu blog você vai encontrar tudo sobre concursos, residências e sobre a carreira do dentista no Brasil! Estamos melhorando aos poucos a sua experiência por aqui! Caso tenha alguma sugestão, pode falar com

  • 15 Publicações