Prova - Analista Nutricionista - IF/BA - 2010

Detalhes

Profissão: Nutricionista
Cargo: Analista Nutricionista
Orgão: EBAL
Banca: IF/BA
Ano: 2010
Nivel Superior

Conteúdo de gabaritos_ebal.pdf - 1/19

// Proxima página

CONCURSO PÚBLICO

EMPRESA BAIANA DE ALIMENTOS S/A ? EBAL


Data da prova: 21 de março de 2010
Data da publicação do gabarito: 23 de março de 2010



NÍVEL MÉDIO


CARGO: OPERADOR
CÓDIGO: (001 A 417)


Pesos Pesos
Questão 1 2 3 Questão 1 2 3
1 E 21 A
2 D 22 B
3 E 23 C
4 A 24 E
5 B 25 A
6 B 26 E
7 C 27 A
8 C 28 B
9 C 29 A
10 D 30 C
11 E 31 E
12 A 32 A
13 E 33 D
14 C 34 D
15 A 35 B
16 C 36 B
17 D 37 A
18 C 38 E
19 E 39 B
20 D 40 D




www.editorasanar.com.br

Conteúdo de prova_616_analista_nutricionista.pdf - 1/16

// Proxima página

Concurso Público Edital nº 03/2010
EMPRESA BAIANA DE ALIMENTOS S/A ? EBAL
ANALISTA NUTRICIONISTA (616)

LÍNGUA PORTUGUESA

Leia o texto a seguir para responder às questões de 01 a 05.

TEXTO:




Os alimentos estão mais caros e mais escassos




Em 1797, Thomas Malthus escreveu sobre política de preços dos alimentos e também sobre
economia e política daquela época. Dois anos depois, colocou sua ideia acerca do crescimento da
população que, segundo ele, causaria uma discrepância em relação à disponibilidade de alimentos.
Assim, na sua opinião, a produção de alimentos não acompanharia o crescimento da população e,
5 no futuro, não seria possível produzir alimentos suficientes para abastecer a população mundial.
Recentemente, parece que as perspectivas de Malthus vieram à tona ou pelo menos causam
preocupações a diferentes governos, pois diversos países têm promovido políticas e medidas de proteção
de seus mercados consumidores, para que não passem por racionamento de alimentos, mas os preços já
sofreram aumentos, dando sinais da diminuição da oferta em relação à demanda.
10 Muitos alegam que os vilões dessa ?possível? escassez de alimentos são, principalmente, os
biocombustíveis, que forçam o aumento do seu valor, isso porque culturas, como milho e trigo, são usadas
como matéria-prima dessa fonte alternativa de energia, deixando, portanto, de atender ao mercado de
alimentos.
Outro fator que deve ser considerado em relação à escassez de alimentos é o aumento da classe
15 média de países com alto contingente populacional, como a China e a Índia, os dois primeiros países de
maior população do mundo. Essa ascensão social fez muitas pessoas começarem a ingerir alimentos que
até pouco tempo não faziam parte de sua dieta, como o consumo de proteínas derivadas da carne.
O que motiva o desequilíbrio está ligado à quantidade da oferta e da procura, o que fica evidente, ao
passo que a procura ou demanda aumenta 4,8% ao ano na Ásia, África e América Latina e 2,6% nos
20 países centrais.
A crise de alimentos já se reflete, no Brasil, no preço do arroz, havendo a possibilidade de o governo
pedir aos produtores que não exportem para que não comprometam o abastecimento do mercado interno
desse produto.
Outro motivo que favorece o incremento da escassez de alimentos relaciona-se com o volume do
25 estoque regulador, que garantia a oferta, caso a colheita de um determinado ano fosse ruim. Dessa forma,
o estoque regulava os preços, pois não faltava o produto. Entretanto, nos últimos anos, os países não mais
realizam esse procedimento ou, então, o conduzem de maneira modesta.
De acordo com o Ministro da Agricultura do Brasil, Roberto Rodrigues, os preços dos alimentos não
devem cair nos próximos quatro ou cinco anos, tempo que corresponde ao período que a produção de
30 alimentos terá para igualar oferta e demanda.

FREITAS, Eduardo de. Faltará alimento no mundo? Os alimentos estão mais caros e mais escassos. Disponível em:
. Acesso em: 9 fev. 2010. Adaptado.

Questão 01 (Peso 1)
De acordo com o texto,
A) as previsões de Thomas Malthus perderam-se no tempo.
B) a referida escassez de alimentos tem o aumento populacional do mundo como uma de suas causas,
conforme fica subentendido no contexto.
C) a redução da oferta de alimentos em relação à procura apresenta, dentre as razões apontadas, algumas
que são contestadas pelo enunciador do discurso.
D) as medidas necessárias para evitar a escassez alimentar, no Brasil, já estão em pleno vigor, a começar pela
proibição das exportações de arroz, produto que sofreu reajuste considerável no país.
E) a prática do volume do estoque regulador, que antes funcionava para garantir a oferta do produto, além do
controle do preço dos alimentos, em épocas de colheitas ruins, deixou de ser usada em todos os países.
Realização: Empresa Baiana de Alimentos S/A ? EBAL e Fundação CEFETBAHIA 1


www.editorasanar.com.br

Provas relacionadas

Cargo Orgão Ano
Nutricionista EBAL 2010
Analista Nutricionista EBAL 2010