Prova - Auxiliar de Farmácia - MULT-SAI - 2009

Detalhes

Profissão: Farmaceutico
Cargo: Auxiliar de Farmácia
Orgão: Pref. Belém do Brejo do Cruz/PB
Banca: MULT-SAI
Ano: 2009
Nivel Médio

Conteúdo de prov_700.pdf - 2/6

Página Anterior // Proxima página

Questões de 01 a 15 = Português. 03- A palav ra qu e melhor define o objetivo central
? Texto para as questões de 01 a 12. deste texto é:
A) Publicidade; B) Advertência;
Um arriscado esporte nacional C) Conselho; D) Elogio.
Os leigos sempre se m edicaram por conta
própria, já que d e médico e louco todos temos um 04- Sobre o título dado ao texto, a única afirmação
pouco, mas ess e probl ema j amais adqui riu contornos correta é:
tão preocup antes no Brasil. Qualquer farmácia conta A) Mostra que a automedicação é tratada como um
com um ars enal d e armas de guerra para comb ater esporte sem riscos;
doenças de fazer inveja à próp ria indústria de m aterial B) Indica quais são os ris cos en frentados por aqueles
bélico nacional. Cerca d e 40% d as v endas realizadas que se automedicam;
pelas farm ácias destinam-s e a pessoas que se C) Denun cia qu e a atividade esportiva favorece a
automedicam. A indústria farm acêutica de meno r porte automedicação;
e importância retira cerca 80% de seu fatu ramento da D) Condena a pouca seriedad e daqueles que consomem
venda ? livre? de seus produtos, isto é, das vendas remédio por conta própria.
realizadas sem receita médica.
Diante desse qu adro, o médico tem o dever d e 05- ?Os leigos sempre se m edicaram por conta
alertar a população para os perigos ocultos em cada própria...? Esta fras e inicial do texto só NÃO equivale
remédio, sem que necessari amente faça junto com semanticamente a:
essas adv ertênci as uma sugestão para que os A) ? Os leigos, por conta própria, sempre se
entusiastas da automedi cação pass em a gast ar mais em medicaram...?;
consultas médicas. Acredito qu e a m aioria d as pessoas B) ?Por conta própri a, os leigos sempre se
se automedica por sugestão de amigos, leitura, medicaram...?;
fascinação pelo mundo maravilhoso das drogas C) ? Sempre se medicaram os leigos por conta
?novas? ou simplesmente para t entar manter a própria...?;
juventude. Qualquer qu e seja a causa, os resultados D) ? Os leigos se medicaram semp re por conta
podem ser danosos. própria...?.
É comum, por exemplo, que um simples
res fri ado ou uma gripe banal lev e um brasileiro a 06- O motivo que levou o Dr. Geraldo Med eiros a
ingerir doses insu ficientes ou in adequad as de abordar o tema da automedicação, segundo o que
antibióticos fortíssimos, reservados p ara in fecções declara no primeiro parágrafo do texto, foi:
graves e com indicação precisa. Quem age assim está A) A tradição que semp re tiveram os brasileiros de
ensinando bactérias a se tornarem resistentes a automedicar-se;
antibióticos. Um dia, quando realmente precisar de B) Os lucros imensos obtidos pela indústria
remédio, este n ão funcionará. E qu em não conhece farmacêutica com a venda ?livre? de remédios;
aquele tipo de gripado que ch ega a uma farmácia e C) A maior gravidade atingida pelo hábito brasileiro da
pede ao rap az do b alcão qu e lhe aplique uma ? bomba? automedicação;
na veia, para cortar a gripe p ela rai z? Com isso, poderá D) A preocup ação com o elevado número de óbitos
receber na corrente sanguín ea soluçõ es de glicos e, decorrente da automedicação.
cálcio, vitamina C, produtos aromáticos ? tudo sem
saber dos riscos que corre p ela entrada súbita destes 07- O item em que o segmento sublinhado tem forma
produtos na sua circulação. equivalente corretam ente indicada é:
A) ? ...já que de médi co e louco todos temos um
(Dr. Geraldo Medeiros ? Veja) pouco...? ? uma vez que;
B) ?...vendas realizad as pelas farm ácias...? ? entre as;
01- ?... sem que necessariamente faça junto com essas C) ? ...sem que necessariamente faça junto com essas
advertên cias...? ? embora;
advertências uma sugestão para que os entusiastas da
automedicação passem a gastar mais em consultas D) ? ...para que os entusiastas d a automedi cação...? ?
afim.
médicas? (2° parágrafo); este comentário do autor do
texto se faz necess ário por razõ es:
08- O item em que o par de p alavras NÃO está
A) Éticas;
B) Legais; acentu ado em fun ção da mesma regra é:
A) Própria / advertências;
C) Religiosas;
D) Econômicas. B) Farmácia / bactérias;
C) Indústria / cálcio;
02- Ao indicar as prov áveis razões pel as quais os D) Importância / raízes.
brasileiros se automedicam, o Dr. Geraldo Medeiros
utiliza um argum ento baseado em opinião e n ão numa ? Com base no trecho abaixo, transcrito do primeiro
parág rafo do texto, responda às questões 09 e 10:
certeza; o segmento que comprova essa afirm ação é:
A) ? É comum...? (3° parágrafo);
?A indústria farmacêutica de menor porte e
B) ? Acredito...? (2° parágrafo );
C) ? Qualquer que...? (2° parágrafo ); importância retira 80% de seu faturamento da venda
?livre? de seus produtos, isto é, das vendas realizadas
D) ? Com isso...? (3° parágrafo).
sem receita médica?.




www.editorasanar.com.br

Conteúdo de gabaritos_belem_do_brejo_do_cruz.pdf - 2/18

Página Anterior // Proxima página

MULT-SAI:Mult Serviços, Assessoria et Informática Ltda. Data: 05/02/2010
CNPJ. No. 09.115.130/0001-44 - Praça Cristo Rei, 216 - A - 1º Andar - Centro - Currais Novos/RN. Hora: 17:30:27
CRA/RN E-260 - Fone: 0xx-84-3431-2303 - Cep.No.59380-000 - Site: www.multsai.com.br
GABARITO OFICIAL.

EDITAL No. 001/2009 DE 09/12/2009 Concurso: PREFEITURA MUNICIPAL DE BELÉM BREJO CRUZ

Código Cargo
B002-00 MERENDEIRA

Turno de Realização da Prova Hora da Prova
MATUTINO 09:00:00

TABELA DE Língua Portuguesa Matemática Conhecimento Gerais Conhec. Especificos
QUESTÕES DE 1 ATÉ 15 DE 16 ATÉ 30 DE 31 ATÉ 40 DE 0 ATÉ 0



RESPOSTAS CORRETAS DA PROVA - GABARITO OFICIAL


01 - B 06 - A 11 - D 16 - C 21 - C 26 - A 31 - C 36 - A

02 - C 07 - D 12 - C 17 - C 22 - A 27 - C 32 - A 37 - D

03 - A 08 - C 13 - B 18 - B 23 - C 28 - B 33 - C 38 - B

04 - C 09 - B 14 - C 19 - A 24 - B 29 - B 34 - C 39 - D

05 - B 10 - D 15 - D 20 - D 25 - C 30 - C 35 - D 40 - A


Questão(ões) Anulada(s): *

Questão(ões) Alterada(s) após Julgamento de Recurso(s):




Relatório em Ordem Numérica de Código. Página: 1 de 1. Registro(s) Neste Relatório >> 1
www.editorasanar.com.br

Provas relacionadas

Cargo Orgão Ano
Farmacêutico NASF Pref. Itainópolis/PI 2017
Farmacêutico Oncologia Instituto Práxis - Itapipoca/CE 2017
Farmacêutico Clínico ISGH - HRN 2017
Farmacêutico Bioquímico Pref. Formoso do Araguaia/TO 2017
Farmacêutico Bioquímico Pref. Cafeara/PR 2017