Prova - Bioquímico/ Farmacêutico - ACP - 2014

Detalhes

Profissão: Farmaceutico
Cargo: Bioquímico/ Farmacêutico
Orgão: Pref. Nova Maringá/MT
Banca: ACP
Ano: 2014
Nivel Superior

Conteúdo de gabarito_oficial.pdf - 2/13

Página Anterior // Proxima página

CARGO: 007? ASSISTENTE SOCIAL
LÍNGUA PORTUGUESA CONHECIMENTOS GERAIS
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
D C B A B C D B A C A D C B A B D C B D
ESTATUTO DOS SERVIDORES
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
PÚBLICOS MUNICIPAIS
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
C B D A A B C D A D C B A C D D C B A B

CARGO: 014 ? BIOQUÍMICO/FARMACÊUTICO
LÍNGUA PORTUGUESA CONHECIMENTOS GERAIS
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
D C B A B C D B A C A D C B A B D C B D
ESTATUTO DOS SERVIDORES
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
PÚBLICOS MUNICIPAIS
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
C B D A A A D C B D A C B D NULA B C B D C

CARGO: 038 ? MÉDICO CLÍNICO GERAL
LÍNGUA PORTUGUESA CONHECIMENTOS GERAIS
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
D C B A B C D B A C A D C B A B D C B D
ESTATUTO DOS SERVIDORES
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
PÚBLICOS MUNICIPAIS
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
C B D A A A C D B A D B A C A C B D D B

CARGO: 020 ? DENTISTA
LÍNGUA PORTUGUESA CONHECIMENTOS GERAIS
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
D C B A B C D B A C A D C B A B D C B D
ESTATUTO DOS SERVIDORES
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
PÚBLICOS MUNICIPAIS
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
C B D A A B A D D B C A C B A D C B A D

CARGO: 023 ? ENFERMEIRO PADRÃO
LÍNGUA PORTUGUESA CONHECIMENTOS GERAIS
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
D C B A B C D B A C A D C B A B D C B D
ESTATUTO DOS SERVIDORES
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
PÚBLICOS MUNICIPAIS
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
C B D A A B C D A D B C A C B D A C D B
2

www.editorasanar.com.br

Conteúdo de retifica_itens_do_edital_de_divulgacao_do_gabarito_oficial.pdf - 2/2

Página Anterior // Proxima página

CARGO: 044 ? MOTORISTA DE AMBULÂNCIA
CONHECIMENTOS
LÍNGUA PORTUGUESA MATEMÁTICA CONHECIMENTOS GERAIS
ESPECÍFICOS
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
D A C B D A D B C A D B C D A A C D B A


CARGO: 045 ? MOTORISTA DE CAMINHÃO
CONHECIMENTOS
LÍNGUA PORTUGUESA MATEMÁTICA CONHECIMENTOS GERAIS
ESPECÍFICOS
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
D A C B D A D B C A D B C D A A C D B A


CARGO: 047 ? OPERADOR DE MÁQUINAS LEVES CATEGORIA ?C? E ?D?
CONHECIMENTOS
LÍNGUA PORTUGUESA MATEMÁTICA CONHECIMENTOS GERAIS
ESPECÍFICOS
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
D A C B D A D B C A D B C D A A C D B A


CARGO: 048 ? OPERADOR DE MÁQUINAS PESADA CATEGORIA ?C? E ?D?
CONHECIMENTOS
LÍNGUA PORTUGUESA MATEMÁTICA CONHECIMENTOS GERAIS
ESPECÍFICOS
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
D A C B D A D B C A D B C D A C A B D A



II ? Todos os gabaritos permanecem inalterados.




Nova Maringá- MT, em 12 de Setembro de 2014.




Tania Ines Dres
Presidenta da Comissão Organizadora do Concurso Público Nº 001/2014




www.editorasanar.com.br

Conteúdo de bioqu_mico_farmac_utico.pdf - 2/8

Página Anterior // Proxima página

Chorar faz bem? Só se os amigos derem uma força, diz cientista das lágrimas.

Ao lado do vexame da seleção canarinho na Copa 2014, o choro foi a principal notícia dos últimos dias. Das
lágrimas de emoção vertidas pelos jogadores brasileiros no mundial, que foram alvo de críticas, às derramadas
por tristeza e vergonha após a derrota contra a Alemanha, nunca se viu tanta gente aos prantos em tempos
recentes.

Para quem estuda as emoções humanas, o noticiário trouxe um repertório completo de "tipos de choro": o de
emoção e alegria, protagonizado por Neymar ao entrar em campo pela primeira vez no mundial e o de dor e
tristeza, ao ter a coluna fraturada. Já o berreiro de um vereador japonês acusado de corrupção --que se tornou
viral na internet-- pode ter sido de constrangimento, mas também uma estratégia de defesa.

Até o suposto choro de um elefante foi destaque. Voluntários que resgataram o animal maltratado durante 50
anos dizem ter visto lágrimas saírem de seus olhos quando o bicho foi libertado. Embora casos como esse já
tenham sido relatados, os cientistas afirmam que o ser humano ainda é considerado o único animal que chora
por razões emocionais.

De acordo com Ad Vingerhoets, professor de psicologia clínica da Universidade Tilburg, na Holanda, e autor de
diversos estudos e livros sobre o choro, a explicação para essa capacidade única estaria no desenvolvimento do
?neocórtex?. Essa é a área mais complexa do cérebro humano, formada "por último", em termos evolutivos, e
responsáveis pelo processamento de informação visual.

No contexto da evolução, não há dúvidas quanto à utilidade dessa manifestação emocional. "Lágrimas são
extremamente importantes para a transmissão de uma mensagem de desamparo e necessidade de socorro, bem
como para a redução da agressão em potenciais agressores", explica Vingerhoets no site que leva seu nome. Ele
acrescenta que, para as mulheres (supostamente mais choronas), esse comportamento pode ter sido muito
importante para proteger os filhos ao longo dos séculos.

Chorar de alegria?

Se abrir o berreiro é uma estratégia inteligente para alcançar um objetivo, como explicar o choro de felicidade?
Em entrevista ao UOL, o pesquisador holandês defende que lágrimas desse tipo não são necessariamente ligadas
à alegria, pura e simples, mas a acontecimentos tristes da história pessoal de quem chora.

Para ilustrar, ele usa o caso da ciclista Leontien van Moorsel, que chorou bastante ao conquistar a medalha de
ouro nos Jogos Olímpicos de verão em Sydney, em 2000. Mais tarde, a atleta explicou que as lágrimas se deviam
ao fato de ter sofrido muito para recuperar a forma, após enfrentar uma grave anorexia.
Seguindo essa lógica, as pessoas choram ao se casar, por exemplo, porque sabem que estão dizendo \adeus\ a
uma fase importante de suas vidas --o que não deixa de ser dramático. "Outra explicação é que a pessoa está tão
feliz, tão sobrecarregada de emoção, que não sabe como se comportar e se expressar. E isso também é uma
forma de impotência", pondera Vingerhoets.

"Somos seres emocionais, por isso é que se diz que a razão é escrava das paixões", diz Angela Donato Oliva,
professora do programa de pós-graduação em psicologia social da Uerj (Universidade do Estado do Rio de
Janeiro), citando o filósofo David Hume. Ela observa que os cérebros estão conectados pelas emoções, e é por
meio delas que as pessoas se comunicam, até mesmo com os animais. "Os pensamentos são interpretações", diz.

Questionada se o excesso de lágrimas dos jogadores da Copa seria sinal de fragilidade ou imaturidade, como
muitos apontaram, ela garante que "a idade pode ser um fator que dificulta o controle da emoção, mas não é o
único". Segundo ela, a cultura também pesa na questão. "O povo brasileiro não é do tipo que reprime
sentimentos", afirma.

Assim como o pesquisador Ad Vingerhoets, Angela acredita que o contexto é o mais importante. No caso dos
jogadores, uma pressão absurda por resultado. "Tem a questão política, os gastos da Copa, uma indústria que
mexe com milhões... São muito poucos os que chegam aonde eles chegaram, e o futuro deles depende disso",
analisa. E há a característica do próprio futebol. "A queda de um viaduto mata pessoas e fica sem culpado; já no
caso deles, os erros têm autoria."

Ter controle sobre as próprias emoções é um desafio constante para todos os seres humanos, afirma a psicóloga.
Não dá para encarar um jogo, um vestibular ou um projeto importante relaxado demais, sem aquela ansiedade
motivadora. E também não dá para perder o foco pelo excesso de reação.

(Tatiana Pronin/Do UOL, em São Paulo/11/07/201406h00)
2

www.editorasanar.com.br

Provas relacionadas

Cargo Orgão Ano
Farmacêutico NASF Pref. Itainópolis/PI 2017
Farmacêutico Oncologia Instituto Práxis - Itapipoca/CE 2017
Farmacêutico Clínico ISGH - HRN 2017
Farmacêutico Bioquímico Pref. Formoso do Araguaia/TO 2017
Farmacêutico Bioquímico Pref. Cafeara/PR 2017