Prova - Cirurgião Dentista - Endodontia - FUMARC - 2011

Detalhes

Profissão: Odontologo
Cargo: Cirurgião Dentista - Endodontia
Orgão: Pref. Belo Horizonte/MG
Banca: FUMARC
Ano: 2011
Nivel Superior

Conteúdo de gabaritos.pdf - 1/18

// Proxima página

CONCURSO PÚBLICO
EDITAL 02/2011 ? ÁREA DA SAÚDE
GABARITO OFICIAL

O Secretário Municipal Adjunto de Recursos Humanos, no uso de suas atribuições, torna público
os gabaritos preliminares das Provas Objetivas de Múltipla Escolha do Concurso Público regido pelo
Edital 02/2011.

Belo Horizonte, de de 2011.


Gleison Pereira de Souza
Secretário Municipal Adjunto de Recursos Humanos


CONHECIMENTOS COMUNS PARA TODOS OS CARGOS

LÍNGUA PORTUGUESA
QUESTÕES 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10
RESPOSTAS B A B C D B C D C B

SAÚDE PÚBLICA
QUESTÕES 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
RESPOSTAS D A A B C B C C B A


QUESTÕES 21 22 23 24 25
RESPOSTAS A B A A B

CARGOS: Cirurgião Dentista/Clínica Geral e Cirurgião Dentista/Clínica Geral/Saúde da Família

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
QUESTÕES 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35
RESPOSTAS C B D C B D D C D B


QUESTÕES 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45
RESPOSTAS B C C A A D C B A B


QUESTÕES 46 47 48 49 50
RESPOSTAS D D D C D

CARGO: Cirurgião Dentista/Odontologia para Pacientes de Necessidades Especiais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
QUESTÕES 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35
RESPOSTAS B D C B C C B D C A


QUESTÕES 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45
RESPOSTAS A C B D B D B C C D




www.editorasanar.com.br

Conteúdo de 05_endodontia_pbhsaude_20111220_141626.pdf - 1/10

// Proxima página

[ Caderno 05 ] PBH | Área da Saúde



Prezado (a) candidato (a)
Coloque seu número de inscrição e nome no quadro abaixo:
Nº de Inscrição Nome




inovações de diagnóstico e tratamento, em alguns
LÍNGUA PORTUGUESA casos, não passavam de futurologia.
7\t\t Mais de duas décadas depois, o documento se
enquadra num universo onde os sonhos de cientis-
Um Novo Código para um Novo Tempo tas se tornaram realidade e o modelo assistencial
brasileiro se confirma como uma das mais importan-
Roberto Luiz D?ávila*
tes políticas sociais do mundo, mesmo tendo fragili-
dades que exigem reflexão.
1\t\t A entrada em vigor do novo Código de Ética
8\t\t Previsões otimistas indicam que o Brasil cami-
médica em 13 de abril representa a introdução da nha para, em breve, consolidar seu espaço entre as
medicina brasileira no século 21. O texto do código grandes potenciais mundiais. No entanto, inexiste
? resultado de mais de dois anos de trabalho e da uma discussão profunda sobre como esse novo con-
análise de 2.575 sugestões encaminhadas por pro- texto será tratado pela assistência em saúde.
fissionais, especialistas e instituições ? não coloca 9\t\t Se, por um lado, garantimos a atualização das
em campos antagônicos o passado e o futuro, o bem regras da ética médica, por outro, exigimos financia-
e o mal. mento adequado ao SUS, uma política de recursos
2\t\t As regras agora delineadas confirmam o reco- humanos para o setor atenta às necessidades das
nhecimento de que o mundo e o homem mudaram. A diferentes categorias e da população e, sobretudo,
ciência, a tecnologia e as relações sociais atingiram uma análise que considere a convivência harmonio-
patamares nunca antes alcançados ? necessitam, sa entre público e privado na prestação dos serviços
assim, de um balizador atento às transformações. de saúde.
3\t\t Evidentemente, os códigos ? sejam quais forem 10\t\t Com isso, o novo código se estabelece também
? não eliminam a possibilidade da falha, do erro. como indutor de transformações no campo da polí-
Mas oferecem ao profissional e ao paciente a in- tica, sem, contudo, negar sua principal contribuição
dicação da boa conduta, amparada nos princípios para a sociedade: o reforço à autonomia do pacien-
éticos da autonomia, da beneficência, da não male- te.
ficência, da justiça, da dignidade, da veracidade e 11\t\t Aquele que recebe atenção e cuidado confirma
da honestidade. o direito de recusar ou escolher seu tratamento. Isso
4\t\t O novo Código de Ética Médica traz em seu bojo corrige a falha histórica que deu ao médico um papel
o compromisso voluntário, assumido individual e co- paternalista e autoritário nessa relação, fazendo-a
letivamente, com o exercício da medicina, represen- progredir rumo à cooperação.
tado em sua gênese pelo juramento de Hipócrates. 12\t\t O código reafirma os direitos dos pacientes, a
5\t\t Todas as profissões estão submetidas a controle necessidade de informar e proteger a população as-
da conduta moral de quem as exerce, com base em sistida. Buscou-se um código justo, pois a medicina
códigos ético-profissionais e em fiscalização. São re- deve equilibrar-se entre estar a serviço do paciente,
gras que explicitam direitos e deveres. Assim, num da saúde pública e do bem estar da sociedade.
tempo em que o cidadão tem cada vez mais acesso 13\t\t O imperativo é a harmonização entre os princí-
à informação e consciência das possibilidades legais pios das autonomias do médico e do paciente. Per-
de questionar o que lhe é oferecido, o novo código meando o código, esse é o contrato tácito e implícito
exige da sociedade ? sobretudo dos gestores, médi- de todo ato médico.
cos, pesquisadores e professores ? o compromisso 14\t\t Entre outros momentos, isso se materializará na
com a qualificação do ensino médico. tomada de decisões profissionais, no respeito às es-
6\t\t Também não podemos ignorar que o conjunto de colhas dos pacientes e em inovações que incluem
regras que passará a vigorar preenche uma lacuna a possibilidade de recusa de pacientes terminais a
aberta nos últimos 22 anos. A versão anterior data tratamentos considerados excessivos e inúteis.
de 1988, ano de criação do Sistema Único de Saúde 15\t\t Enfim, temos um novo código, mas não uma
(SUS), época em que os planos de saúde não exis- nova ética. Contamos agora com um instrumento
tiam como realidade para milhões de brasileiros e as atualizado, de olhar agudo para os dilemas da atu-


3
www.editorasanar.com.br

Provas relacionadas

Cargo Orgão Ano
Cirurgião Dentista - Prótese Dentária Pref. Belo Horizonte/MG 2015
Cirurgião Dentista - Ortodontia Pref. Belo Horizonte/MG 2015
Cirurgião Dentista - Odontopediatria Pref. Belo Horizonte/MG 2015
Cirurgião Dentista - Estomatologia Pref. Belo Horizonte/MG 2015
Cirurgião Dentista - Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial Pref. Belo Horizonte/MG 2015