Prova - Cirurgião-Dentista/Endodontia - UECE - 2006

Detalhes

Profissão: Odontologo
Cargo: Cirurgião-Dentista/Endodontia
Orgão: SESA/CE
Banca: UECE
Ano: 2006
Nivel Superior

Conteúdo de nsup_gab_pre.pdf - 1/7

// Proxima página

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ
Comissão Executiva do Vestibular
CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR DA
SECRETARIA DA SAÚDE DO ESTADO DO CEARÁ - 2006
DATA DA PROVA: 08/10/2006
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES

ASSISTENTE SOCIAL- GABARITO 01
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
D C D B C A B B C D B C B D A C B A D B
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
A B B A D A D C B C A C C D C B D B D C
41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
A D C A C A B B A C
ASSISTENTE SOCIAL - GABARITO 02
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
A D C A A D A C D A C D D C D A D D C D
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
B A D C B D C B C A C A B A B A C A B A
41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
C B A C B C D A D A
ASSISTENTE SOCIAL- GABARITO 03
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
B A A C B C D A B C A B C A B D C B A C
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
C D C D C C B A D B B D A C D C A D C D
41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
B C B B D B C D B D
ASSISTENTE SOCIAL- GABARITO 04
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
C B B D D B C D A B D A A B C B A C B A
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
D C A B A B A D A D D B D B A D B C A B
41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
D A D D A D A C C B

BIÓLOGO - GABARITO ÚNICO
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
D C D B C A B B C D A C C D B A A C D D
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
C B A B C D C A D C D B C C D B A B C A
41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
A B A D A B A B D C

CIRURGÃO-DENTISTA/CIRURGIA E TRAUMATOLOGIA BUCO-MAXILO-FACIAL- GABARITO ÚNICO
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
D C D B C A B B C D C A D D C A D B A B
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
C A D D A C D C A C B A A A D D C B A C
41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 33 54 55 56 57 58 59 60
D A C B C C A D C D A C C B A C A D A B

CIRURGIÃO-DENTISTA/DOR E DISFUNÇÃO TÊMPORO-MANDIBULAR ? GABARITO ÚNICO
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
D C D B C A B B C D C A D D C A D B A B
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
A C B D D A D B C B C B A D D B D A D B
41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 33 54 55 56 57 58 59 60
A C B B A B A C A B D D B B C D D D A B




www.editorasanar.com.br

Conteúdo de prova_gab1_s05.pdf - 1/6

// Proxima página

GABARITO 1 CARGO: CIRURGIÃO-DENTISTA/ENDODONTIA ? 08/10/06 NS 05

SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE ? SUS D) promoção da saúde e atenção básica.
01. O conceito de demanda é estritamente O6. As Regiões de Saúde são recortes territoriais
econômico, significando ?o volume de bens e serviços inseridos em um espaço geográfico contínuo,
que a comunidade está disposta a adquirir a identificadas pelos gestores municipais e estaduais,
determinados preços?. Neste sentido, a demanda por onde deve ser organizada a rede de ações e serviços
serviços de saúde é determinada em função de de saúde. Cabe ao Conselho Estadual de Saúde a
diversos fatores. A esse respeito, assinale a aprovação do desenho das
afirmativa verdadeira. A) regiões intraestaduais e interestaduais.
A) A renda pessoal não é fator determinante da B) regiões intramunicipais e intraestaduais.
demanda por serviços de saúde. C) regiões intraestaduais e fronteiriças.
B) O preço dos serviços de saúde não influencia a D) regiões interestaduais e fronteiriças.
demanda.
C) A renda pessoal e o preço dos serviços não se 07. No eixo da Regulação da Atenção à Saúde e
aplicam ao mercado de serviços de saúde. Regulação Assistencial do Pacto de Gestão são
D) A importância que as pessoas atribuem aos estabelecidas diretrizes, metas e conceitos. Os
serviços de saúde tem influência sobre a demanda Complexos Reguladores são entendidos como
dos mesmos. A) um instrumento de planejamento da assistência.
B) uma estratégia de regulação assistencial.
02. Os benefícios resultantes do tratamento de um C) um conjunto de normas de controle do
caso de tuberculose trazem grande soma de atendimento.
vantagens não apenas para o paciente como para D) um processo de auditoria assistencial.
todos aqueles que com ele convivem e a comunidade
08. Os países em geral, segundo Mendes (2002),
em geral. Esses benefícios são vistos como
apresentam os mesmos objetivos para a organização
A) custo-oportunidade.
dos seus sistemas de serviços de saúde. Assinale a
B) eficiência.
alternativa que NÃO é um objetivo destes sistemas.
C) externalidades.
A) O alcance de um nível ótimo de saúde.
D) custo-benefício.
B) A cobertura dos serviços de saúde.
03. O impacto ou efeito de uma intervenção em C) A eficiência dos serviços de saúde.
saúde que gera um resultado sanitariamente D) O acolhimento dos cidadãos.
desejável, ou seja, a probabilidade de um indivíduo 09. Os sistemas de serviços de saúde para
ou conjunto de pessoas se beneficiarem da aplicação alcançarem seus objetivos devem desempenhar
de um procedimento ou técnica, em condições ideais certas funções. Estas funções podem ser agrupadas
de atenção, é denominada em macrofunções. Marque a alternativa verdadeira.
A) eficiência C) eqüidade A) O sistema de serviços de saúde está sujeito a três
B) efetividade D) eficácia formas de regulação.
04. O modelo assistencial ou modelo de atenção, B) O modelo regulatório tecnocrático é uma forma de
segundo Paim (2002), não é uma forma de organizar regulação mercadológica.
serviços de saúde nem um modo de administrar o C) Na auto-avaliação o controle do sistema de
sistema e os serviços de saúde. Assinale a afirmativa serviços de saúde é delegado às profissões de
verdadeira. saúde.
A) O modelo assistencial é entendido como um D) A auditoria clínica é trabalhada a partir de dois
conjunto de normas ou exemplos a serem seguidos. enfoques: a revisão implícita e o uso de eventos-
B) O modelo assistencial é uma dada forma de sentinelas.
combinar técnicas e tecnologias para resolver 10. A Lei Orgânica da Saúde estabelece a vigilância
problemas e atender necessidades de saúde sanitária, a vigilância epidemiológica, a saúde do
individuais e coletivas. trabalhador e a assistência terapêutica, como campos
C) O modelo médico-assistencial privativista de atuação do Sistema Único de Saúde-SUS.
contempla o conjunto dos problemas de saúde de Assinale a alternativa verdadeira.
toda a população. A) O controle de bens de consumo que, direta e
D) O modelo assistencial sanitarista contempla a indiretamente, se relacionam com a saúde, é uma
totalidade da situação de saúde, preocupando-se com ação de vigilância epidemiológica.
os determinantes mais gerais da situação sanitária. B) O conhecimento dos fatores condicionantes da
saúde individual ou coletiva é uma ação do campo da
05. O Pacto pela Vida é o compromisso entre os assistência terapêutica
gestores do Sistema Único de Saúde - SUS em torno C) A saúde do trabalhador é entendida como um
de prioridades que apresentam impacto sobre a conjunto de atividades que, através da vigilância
situação de saúde da população brasileira. As sanitária, promovem e protegem a saúde dos
prioridades são estabelecidas por meio de metas. trabalhadores.
NÃO são prioridades do Pacto pela Vida para 2006: D) O controle da prestação de serviços que se
A) saúde do idoso e promoção da saúde. relacionam direta e indiretamente com a saúde é uma
B) câncer de colo de útero e de mama. ação da vigilância sanitária.
C) acidentes e violências.

1

www.editorasanar.com.br