Prova - Cirurgião-Dentista - Endodontia - CESPE - 2004

Detalhes

Profissão: Odontologo
Cargo: Cirurgião-Dentista - Endodontia
Orgão: SMS - Aracaju/SE
Banca: CESPE
Ano: 2004
Nivel Superior

Conteúdo de prova_04_ns.pdf - 1/6

// Proxima página

De acordo com o comando a que cada um dos itens de 1 a 120 se refira, marque, na folha de respostas, para cada item: o campo
designado com o código C, caso julgue o item CERTO; o campo designado com o código E, caso julgue o item ERRADO; ou o campo
designado com o código SR, caso desconheça a resposta correta. Marque, obrigatoriamente, para cada item, um, e somente um, dos
três campos da folha de respostas, sob pena de arcar com os prejuízos decorrentes de marcações indevidas. A marcação do campo
designado com o código SR não implicará apenação. Para as devidas marcações, use a folha de rascunho e, posteriormente, a folha
de respostas, que é o único documento válido para a correção das suas provas.

CONHECIMENTOS BÁSICOS

A
1 s brasileiras jamais tiveram um programa eficaz e Quem sabe faz a hora...
duradouro de planejamento familiar. Houve diversas


A
1 Medicina, desde seus primórdios, é o exercício da
iniciativas insuficientes nas últimas décadas.
relação entre médico e paciente, e assim foi até o
4 Até o final da década passada, a esterilização foi
surgimento dos convênios. Desde então, as
praticada de maneira clandestina, pois era vista como uma
4 dificuldades em administrar e controlar as diversas variáveis
cirurgia lesiva. Após o esforço do movimento feminista, o
dessas estruturas têm-se colocado como um dos grandes
7 Congresso aprovou uma lei determinando critérios para a desafios para os médicos e seus pacientes.
intervenção. Curiosamente, foi durante os anos em que a 7 A solução passa, com certeza, pela união de forças
laqueadura foi o método mais usado que houve a maior queda e organização forte e representativa, tanto do ponto de vista
10 de natalidade no país. Os especialistas sustentam, porém, que político quanto administrativo, de uma estrutura que possa
a laqueadura é apenas um dos ingredientes dessa 10 coordenar e defender nossos interesses, equilibrando a relação
transformação. Estão entre eles a migração do campo para a médico-convênio.
13 cidade, a tripla jornada feminina (cuidar da casa, dos filhos e Já passa da hora de retomarmos as rédeas de nosso
trabalhar fora), a liberdade sexual, o acesso aos métodos 13 futuro, e o controle da valorização coerente e justa sobre
anticoncepcionais e a AIDS. O alvo das políticas controladoras nosso trabalho, e de colocarmos cada um no seu devido lugar.
16 da natalidade não era evitar a miséria, mas preservar a É necessário acordar agora e ir ao encontro dos
capacidade de pagar os grandes empréstimos, pois um país que 16 nossos diversos direitos. Para isso, precisamos contar com
o respaldo das entidades representativas de nossa classe e
não pára de crescer, na visão capitalista, pode não ter
a união verdadeira de forças em torno de um objetivo único
19 condição de quitar seus compromissos porque precisa fazer
19 e maior, ou seja, os interesses dos médicos e,
mais investimentos em educação, saúde e transporte.
conseqüentemente, dos pacientes.
M ônica Tarantino. Um corte pela raiz. In: Istoé, 5/3/2003, p. 72 (com adaptações).
Visão do editor. In: AMBr Revista, abr./2003 (com adaptações).
Com respeito ao texto acima, julgue os itens a seguir.
Considerando as idéias e estruturas do texto acima, julgue os
1 Preservam-se a coerência e a correção gramatical do texto ao seguintes itens.
se substituir as duas ocorrências da forma verbal ?houve?
( .2 e 9) por existiu. 7 Depreende-se do texto que, em decorrência das dificuldades
para administrar as variáveis envolvidas, o surgimento dos
2 Textualmente, os termos ?esterilização? ( .4), ?intervenção? convênios foi nocivo para a relação médico-paciente.
( .8) e ?laqueadura? ( .9) remetem ao mesmo método de
8 O emprego de pronomes possessivos e verbos na primeira
controle da natalidade.
pessoa do plural indica que o autor do texto se assume como
3 Nas linhas 13 e 14, a expressão entre parênteses explicita médico, ou como representante da classe médica.
como deve ser interpretada ?a tripla jornada feminina? ( .13) 9 A expressão ?Desde então? ( .3) retoma o marco temporal
e admite ser demarcada por duplo travessão no lugar dos expresso por ?desde seus primórdios? ( .1).
parênteses.
10 Preservam-se a coerência textual e a correção gramatical ao
4 A substituição do conectivo ?mas? ( .16) por seu sinônimo, se substituir a preposição na expressão ?em administrar e
no entanto, preserva a coerência textual e a correção controlar? ( .4) pela preposição para.
gramatical do texto. 11 A argumentação do texto permite inferir que ?cada um? ( .14)
5 Na linha 18, o deslocamento de ?não? (2.ª ocorrência) para refere-se a ?médico? e ?convênio? ( .11).
imediatamente antes do verbo ?pode? preserva os sentidos 12 Respeitam-se as regras gramaticais e preservam-se os
textuais e a correção gramatical. sentidos do texto ao se substituir ?ao encontro dos? ( .15) por
6 Depreende-se da argumentação do texto que as falhas no de encontro aos.
planejamento familiar são conseqüência da opção capitalista 13 O verbo ?contar? ( .16) é complementado, sintática e
de dar prioridade à capacidade de pagar os grandes semanticamente, pelos termos iniciados por ?com o
empréstimos para evitar a miséria. respaldo? ( .16-17) e por ?a união? ( .18).


UnB / CESPE ? SMA/SMS ? ARACAJU ? SE ? Aplicação: 18/1/2004 É permitida a reprodução apenas para f ins didáticos, desde que citada a f onte.

Cargo: Cirurgião Dentista ? Área: Endodontia / Prova 4 ?1?


www.editorasanar.com.br

Conteúdo de gab_preliminar_cliente1.pdf - 1/16

// Proxima página

U N I V E R S I D A D E D E B R A S Í L I A (UnB)
CENTRO DE SELEÇÃO E DE PROMOÇÃO DE EVENTOS (CESPE)

ARACAJU
Uma Cidade para Todos
Secretaria Municipal de Administração
Secretaria Municipal de Saúde
Concurso Público ? Aplicação: 18/1/2004


GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES DAS PROVAS OBJETIVAS
O Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (CESPE) da Universidade de Brasília (UnB) divulga os
gabaritos oficiais preliminares das provas objetivas aplicadas no dia 18 de janeiro de 2004. O candidato disporá dos dias
20 e 21/1/2004 para dar entrada a eventuais recursos contra esses gabaritos. Para tal fim, o candidato deverá utilizar os
modelos de formulários ? CAPA DE CONJUNTO DE RECURSOS e JUSTIFICATIVA DE RECURSO ? disponíveis na
Internet, no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br, e entregar os recursos exclusivamente no Colégio Estadual
Presidente Emílio G. Médici ? Rua Deputado Matos Teles, s/n.º ? Médici ? Aracaju ? SE, no horário das 9 h às 16 h,
horário local. Não serão objeto de conhecimento recursos em desacordo com o estabelecido nos editais e nas instruções
do formulário CAPA DE CONJUNTO DE RECURSOS. Candidatos que apresentarem, no formulário JUSTIFICATIVA
DE RECURSO, argumentações idênticas não terão esses recursos respondidos .


N ÍVEL SUPERIOR
CARGO 1: ASSISTENTE SOCIAL EM SAÚDE
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

E C C E E E C C E C C E C E E C C E C E E C C C E E C E C C
31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60

E C E C E E E C E C C C E E C E E E C C E C C C C E E C C C
61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90

C E E C C E C C E E E C E E E E C C C C E E E C C E C E C C
91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120

C C E E C E E E E E C C E C C C E E C E C E C E E E C E C E
CARGO 2: CIRURGIÃO DENTISTA ? GERAL
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

E E C C E C C E C C C E C C E C E E C C C E E C E E C C C C
31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60

C E E E E C C C E C E C E C E C E E C C C C E E E C C E C E
61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90

E C E C C C E C E C C C E C E E C E C E C C E E C C E C E E
91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120

C E E C E C C C E C C C E E C E E C E C E E E E C C E C E E
CARGO 3: CIRURGIÃO DENTISTA ? SAÚDE COLETIVA
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

E E C C E C C E C C C E C C E C E E C C C E E C E E C C C C
31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60

C E E E E C C C E C E C E C E C E E C C C C E E E C C E C E
61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90

E C E C C C E C E C C C E C E E C E C E C C E E C C C C E E
91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120

C E E C E C C C E C C E C C E E E C E C C E C E E E E C C C




www.editorasanar.com.br

Provas relacionadas

Cargo Orgão Ano
Cirurgião-Dentista - Saúde Coletiva SMS - Aracaju/SE 2004
Cirurgião-Dentista - Protesista SMS - Aracaju/SE 2004
Cirurgião-Dentista - Periodontia SMS - Aracaju/SE 2004
Cirurgião-Dentista - Odontopediatria SMS - Aracaju/SE 2004
Cirurgião-Dentista - Geral SMS - Aracaju/SE 2004