Prova - Cirurgião Dentista Endodontista - FUNDATEC - 2011

Detalhes

Profissão: Odontologo
Cargo: Cirurgião Dentista Endodontista
Orgão: Pref. Sapucaia do Sul/RS
Banca: FUNDATEC
Ano: 2011
Nivel Superior

Conteúdo de gab_definitivo.pdf - 2/58

Página Anterior // Proxima página

http://publicacoes.fundatec.com.br/home/portal/concursos/imprime.html


26 E CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
27 B CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
27 B CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
28 C CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
28 C CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
29 C CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
29 C CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
30 E CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
30 E CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
31 A CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
31 A CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
32 D CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
32 D CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
33 C CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
33 C CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
34 E CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
34 E CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
35 C CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
35 C CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
36 C CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
36 C CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
37 E CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
37 E CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
38 B CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
38 B CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
39 B CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
39 B CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
40 A CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
40 A CONHECIMENTOS ESPECíFICOS




2 de 2 www.editorasanar.com.br 17/03/2015 10:10

Conteúdo de gab_retificado.pdf - 2/3

Página Anterior // Proxima página

http://publicacoes.fundatec.com.br/home/portal/concursos/imprime.html



Fechar

Cargo: 5 - Professor ? Área I


(*) Questão(ões) anulada(s) - a pontuação será revertida a todos os candidatos


Questão Respostas Componente
1 B LíNGUA PORTUGUESA
2 C LíNGUA PORTUGUESA
3 E LíNGUA PORTUGUESA
4 A LíNGUA PORTUGUESA
5 C LíNGUA PORTUGUESA
6 A LíNGUA PORTUGUESA
7 C LíNGUA PORTUGUESA
8 D LíNGUA PORTUGUESA
9 D LíNGUA PORTUGUESA
10 E LíNGUA PORTUGUESA
11 D LíNGUA PORTUGUESA
12 B LíNGUA PORTUGUESA
13 D LEGISLAçãO/ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO
14 E LEGISLAçãO/ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO
15 A LEGISLAçãO/ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO
16 C LEGISLAçãO/ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO
17 B LEGISLAçãO/ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO
18 D LEGISLAçãO/ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO
19 E LEGISLAçãO/ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO
20 A LEGISLAçãO/ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO
21 B LEGISLAçãO/ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO
22 C LEGISLAçãO/ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO
23 E CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
24 C CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
25 B CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
26 A CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
27 B CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
28 D CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
29 B CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
30 A CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
31 D CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
32 A CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
33 E CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
34 C CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
35 A CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
36 E CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
37 B CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
38 D CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
39 C CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
40 A CONHECIMENTOS ESPECíFICOS




1 de 1 www.editorasanar.com.br 17/03/2015 10:28

Conteúdo de cirurgiao_dentista_endodontista.pdf - 2/13

Página Anterior // Proxima página

PROVA D V311/10/201116:12:23
LÍNGUA PORTUGUESA

Instrução: As questões de números 01 a 10 referem-se ao texto abaixo.

O monólogo da Razão sobre a Loucura
01 Recuperando ideias de Foucault, a psicóloga Andrea Scisleski argumenta que apenas a razão é
02 ?autorizada? a falar sobre a loucura e, quando esta quer se pronunciar, é calada. Os manicômios
03 surgem para ?defender? a sociedade dos loucos.
04 (...)
05 IHU On-Line - O que descobriu através de sua dissertação sobre ?entrar se quiser, sair se puder? ?
06 respeito dos jovens que percorrem instituições psiquiátricas?
07 Andrea Scisleski - Foi um processo de ________ muito interessante porque a grande questão para mim foi
08 o atravessamento das práticas institucionais e o perfil da população estudada. Primeiramente, é necessário
09 _____________ que se tratou de uma investigação que se deu no Hospital Psiquiátrico São Pedro (HPSP),
10 em Porto Alegre, ? unidade de internação para crianças e adolescentes. É importante destacar o
11 comprometimento dos profissionais que atuam naquela unidade, todos muito implicados com os jovens que
12 atendiam. No entanto, o outro fator de destaque, como tinha dito antes, referia-se ao perfil da população, no
13 caso, a grande maioria dos adolescentes internava pela dependência química, especialmente pelo uso do
14 crack, e menos pelas ?psicoses?, como a esquizofrenia, por exemplo. Além disso, destaco que muitos
15 desses jovens internavam de um modo muito peculiar: por ordem judicial; ou seja, pelo atravessamento do
16 judiciário. Outro aspecto relevante que caracteriza essa população de um modo geral é que muitos desses
17 jovens usuários do HPSP também tinham passagem pela Fundação de Atendimento Socioeducativo (Fase)
18 justamente em função do uso da droga, pois muitos deles, sem dinheiro para comprar a droga da qual
19 dependiam, também atuavam no tráfico ou cometiam alguns delitos para poder sustentar o vício. Além
20 disso, a prática ____________ da internação por ordem judicial fazia gerar, frequentemente, problemas
21 maiores dentro da instituição. Como exemplo, a superlotação e a própria ideia de atendimento também se
22 tornava complicada, já que muitas vezes os jovens estavam ali apenas para o cumprimento da ordem
23 judicial e para fazer a desintoxicação. Mas depois da alta, o que acontecia é que os jovens retornavam ?
24 realidade do seu contexto: voltam para suas comunidades, onde muitos já estão envolvidos com o tráfico de
25 drogas.
26 Precariedade
27 A conclusão do estudo apontou para a precária rede de serviços substitutivos ? internação
28 psiquiátrica, especialmente em Porto Alegre, onde há __________ do número de Centros de Atenção
29 Psicossocial (CAPS), por exemplo, em relação à população e, principalmente, há necessidade de um
30 trabalho de articulação em rede. E no que se refere ao perfil dos jovens, cabe dizer que se trata de uma
31 população previamente excluída de outras instâncias sociais, já que esses jovens não estudam ou possuem
32 um nível de escolaridade bem abaixo do que condiz sua faixa etária, vivem em situação de abandono
33 social, sendo que alguns deles têm passagem por abrigos e possuem vínculos frágeis com suas famílias, e
34 vivem em uma situação econômica também bastante precária. Desse modo, o caminho do tráfico se torna
35 uma opção, já que é não apenas uma fonte de renda, mas de ?socialização?.
36 IHU On-Line - O que significou a institucionalização da loucura, ou seja, a criação de instituições
37 totais para confinamento dos ?desviantes??
38 Andrea Scisleski - Há um curso muito interessante que Michel Foucault proferiu no Collège de France em
39 meados da década de 1970, chamado Em defesa da sociedade. Ali ele desenvolve a tese de que as
40 instituições são criadas para defender uma determinada norma social. Ou seja, se criamos os manicômios,
41 foi para defender a sociedade, e não os ?loucos?. Então, a institucionalização da loucura se dá nessa via,
42 muito mais para proteger os ?cidadãos de bem? do que para cuidar dos doentes mentais. Você também
43 utiliza o termo ?instituições totais?. É importante dizer que Erving Goffman, inventor dessa expressão, fez
44 uma ________ de algumas instituições totais, entre elas o próprio manicômio, e identificou que muitas
45 vezes os pacientes que vão parar em instituições como essas têm como motivadores da internação outros
46 fatores que não necessariamente possuem relação com a doença mental propriamente dita. Um exemplo
47 disso é que uma família pode estar convivendo com aquele paciente já há muito tempo mesmo que ele
48 esteja doente. No entanto, a partir do momento que ele se torna um incômodo é que essa família vai
49 procurar interná-lo. Ainda sobre esse tema, tempos atrás, no que se refere ? internações psiquiátricas no
50 HPSP, desenvolvi junto da professora Rosane Neves da Silva (PPG Psicologia Social/UFRGS) e outros
51 pesquisadores uma investigação que analisou, no período de 1884 a 1930, prontuários do referido hospital,
52 na qual pudemos observar ? diversidade de motivadores e dos disparadores que levavam crianças à
53 internação, muitas vezes sem uma relação direta com o que estava, naquela época, sendo ?ensaiado? como
54 diagnóstico de doenças mentais.
55 (...)
* Entrevista com Andrea Scisleski, psicóloga e professora da URI Revista do Instituto
Humanitas / Unisinos, Nº 364, Ano XI, 06/06/2011


Execução: Fundatec 2
NÍVEL SUPERIOR


www.editorasanar.com.br

Conteúdo de gab_preliminar.pdf - 2/58

Página Anterior // Proxima página

http://publicacoes.fundatec.com.br/home/portal/concursos/imprime.html


26 E CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
27 B CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
27 B CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
28 C CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
28 C CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
29 C CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
29 C CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
30 E CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
30 E CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
31 A CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
31 A CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
32 D CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
32 D CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
33 C CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
33 C CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
34 E CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
34 E CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
35 C CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
35 C CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
36 C CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
36 C CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
37 E CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
37 E CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
38 B CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
38 B CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
39 B CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
39 B CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
40 A CONHECIMENTOS ESPECíFICOS
40 A CONHECIMENTOS ESPECíFICOS




2 de 2 www.editorasanar.com.br 17/03/2015 09:23

Provas relacionadas

Cargo Orgão Ano
Cirurgião Dentista da Família Pref. Sapucaia do Sul/RS 2016
Cirurgião Dentista Protesista Pref. Sapucaia do Sul/RS 2011
Cirurgião Dentista Estomatologista Pref. Sapucaia do Sul/RS 2011
Cirurgião Dentista Especialista em PCD Pref. Sapucaia do Sul/RS 2011
Cirurgião Dentista Periodontista Pref. Sapucaia do Sul/RS 2011