Prova - Cirurgião-Dentista Periodontista - CONSULPLAN - 2007

Detalhes

Profissão: Odontologo
Cargo: Cirurgião-Dentista Periodontista
Orgão: Pref. Mossoró/RN
Banca: CONSULPLAN
Ano: 2007
Nivel Superior

Conteúdo de prova16.pdf - 1/5

// Proxima página

CONCURSO PÚBLICO í PREFEITURA MUNICIPAL DE MOSSORÓ/RN
CARGO: CIRURGIÃO DENTISTA PERIODONTISTA
TEXTO: POSE DE BANDIDO
?Alpha Dog? é o nome do filme. Mostra a história verídica de um garoto de 15 anos que foi seqüestrado na Califórnia por
uma gangue, como garantia de pagamento de uma dívida que seu irmão traficante não honrou. Poderia ser apenas mais uma
história banal sobre a brutalidade dos dias de hoje, mas é tão mais que isso que a gente sai do cinema num desânimo
paralisante.
O filme começa com imagens de crianças em pracinhas, na beira da praia, brincando no pátio, todas esbanjando inocência
e singeleza: registro de uma infância sem nenhum dever além do de se divertir. Tanto no filme como na vida real, um dia essas
crianças crescem e as famílias, por preguiça de educar, resolvem que a vida deve seguir assim: sem nenhum dever além do de
se divertir. O resultado: filhos e pais sem diálogo, compartilhando baseados, bebidas e parceiros sexuais, todos muito ?amigos?,
sem hierarquia nem autoridade. Jovens com facilidade de acesso a todos os prazeres, legais ou ilegais, sem restrições, sem
vigilância. Festas, orgias, doses cavalares de entorpecentes. O vazio preenchendo as 24 horas do dia. O dinheiro e o poder
(ilusório) como bloqueadores da consciência. A absoluta falta de sentido de estar aqui ou lá ou em qualquer lugar. A única
identidade possível é formada através da violência, que eles nem conseguem dimensionar e entender o que representa.
Violência é só um esporte, uma linguagem, um programa, um meio de se auto-afirmar. Matar, trepar, roubar, depredar, dá na
mesma. É nada.
De vez em quando, um ou outro membro da gangue é acometido de um ligeiro insight. É como se um grilo-falante
assoprasse no seu ouvido que a coisa não é por aí. Mas como buscar um caminho diferente, quem é que se atreve a parar esse
trem? Eles não sabem como. E seguem todos profundamente sós, mergulhados no absurdo de uma vida à toa.
O seqüestro sobre o qual o filme trata é uma piada. O garoto seqüestrado idolatra os caras que o pegaram e, deslumbrado,
acha que está vivendo um excitante rito de passagem. Cativeiro, para ele, é o lar de onde veio, e algozes são o pai e a mãe.
Capturado, prova pela primeira vez o gostinho da liberdade.
Ao contrário do que possa sugerir este relato soturno, achei o filme excelente. Bem dirigido, com um elenco afiado e sem
resvalar para a caricatura. E é isso que dói. Não é o retrato da vida em outro planeta. O planeta do filme é este mesmo, a cidade
poderia ser a nossa, nada me pareceu exagerado. Temos sido vítimas não apenas de marginais profissionais, com PhD em
maldade, mas também de garotos mimados que aceleram seus carrões sem medir conseqüências, que tomam decisões estúpidas
por pura falta de orientação, que se metem em encrencas pesadas porque, se saltarem fora, temem ser considerados molóides,
fracos, babacas. Nem percebem que não há babaquice maior do que fazer pose de bandido. Tem muito pirralho aí cometendo
asneiras, como os garotos do filme, atraído pela ?estética? das gangues: música, vocabulário, roupas. Ninguém mais quer ser da
turma dos mocinhos. Por quê? O pessoal do bem anda precisando é de uma boa assessoria de marketing.
(MEDEIROS, Martha/Revista ?O GLOBO?/03/06/2007)
01) O ?desânimo paralisante? que a autora sentiu ao sair do cinema foi provocado:
A) Pela má qualidade da película. D) Pelo poderio da gangue de seqüestradores.
B) Pela banalidade da história. E) Pela ineficiência das forças de segurança.
C) Pela sensação de impotência diante da realidade.
02) No segundo parágrafo a autora demonstra que:
A) É contra a diversão para crianças.
B) A educação dos filhos deve ser muito rígida.
C) As famílias se descuidam da educação dos filhos.
D) O filme não tem relação alguma com a vida real.
E) Ao contrário do filme, pais e filhos têm muito diálogo na relação familiar.
03) Assinale, entre as alternativas abaixo, a que NÃO expressa o pensamento da autora no texto:
A) O poder econômico não interfere na consciência de pais e filhos.
B) As facilidades excessivas não contribuem para a formação dos jovens.
C) Os jovens que se identificam com a violência nem têm noção do que ela representa.
D) Atos graves são minimizados pelos jovens.
E) Às vezes os jovens usam a violência para uma auto-afirmação.
04) ?Poderia ser apenas mais uma história banal sobre a brutalidade dos dias de hoje...? Todas as palavras abaixo
podem substituir o termo destacado anteriormente, EXCETO:
A) Corriqueira. B) Medíocre. C) Comum. D) Corrente. E) Habitual.
05) ?A única identidade possível é formada através da violência que eles nem conseguem dimensionar...? (2º§). A
palavra sublinhada na frase anterior se refere aos:
A) Pais. B) Amigos. C) Jovens. D) Marginais. E) Mocinhos.
06) De acordo com a autora, o garoto seqüestrado idolatra os caras que o pegaram porque, EXCETO:
A) Entende aquela aventura como liberdade. D) Não se sentia um iniciado na realidade da gangue.
B) Não tinha boas lembranças do lar de onde veio. E) Tinha uma visão distorcida da realidade.
C) Achava os pais autoritários.
07) Achar o filme bom foi desagradável para a autora, porque:
A) Retrata a nossa realidade.
B) É uma versão caricata da realidade urbana.
C) Ela não gosta de filmes desse gênero.

CIRURGIÃO DENTISTA PERIODONTISTA 2
www.consulplan.net atendimento@consulplan.com
www.editorasanar.com.br

Conteúdo de consulplan_gabarito_retificado_ap_s_recurso5356.pdf - 1/40

// Proxima página

GABARITO OFICIAL APÓS ANÁLISE E DECISÃO DOS
RECURSOS

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOSSORÓ / RN
¾ As questões com # foram anuladas;
¾ As questões em negrito tiveram a alternativa de resposta alterada;
¾ As demais permanecem inalteradas.


CARGO: AGRÔNOMO

01 C 11 D 21 C 31 A
02 C 12 B 22 B 32 D
03 A 13 E 23 E 33 B
04 B 14 B 24 E 34 C
05 C 15 E 25 E 35 E
06 D 16 A 26 A 36 C
07 A 17 C 27 A 37 D
08 E 18 E 28 E 38 A
09 C 19 D 29 B 39 E
10 B 20 B 30 B 40 B


===================================================

GABARITO OFICIAL APÓS ANÁLISE E DECISÃO DOS
RECURSOS
PREFEITURA MUNICIPAL DE MOSSORÓ / RN
¾ As questões com # foram anuladas;
¾ As questões em negrito tiveram a alternativa de resposta alterada;
¾ As demais permanecem inalteradas.


CARGO: ASSISTENTE SOCIAL
01 C 11 B 21 C 31 A
02 C 12 E 22 B 32 D
03 A 13 D 23 E 33 B
04 B 14 C 24 E 34 C
05 C 15 B 25 E 35 E
06 D 16 E 26 A 36 C
07 A 17 B 27 A 37 D
08 E 18 B 28 E 38 A
09 C 19 D 29 B 39 E
10 B 20 B 30 B 40 B




www.editorasanar.com.br

Provas relacionadas

Cargo Orgão Ano
Cirurgião-Dentista Radiologista Pref. Mossoró/RN 2007
Cirurgião-Dentista Protesista Pref. Mossoró/RN 2007
Cirurgião-Dentista Periodontista Pref. Mossoró/RN 2007
Cirurgião-Dentista Pref. Mossoró/RN 2007
Auditor - Cirurgião-Dentista Pref. Mossoró/RN 2007