Avaliação Nutricional No Idoso: Avaliação Bioquímica

Os exames mais comumente utilizados para a avaliação bioquímica do estado nutricional do idoso são: glicemia, albumina, marcadores do metabolismo do ferro, como a transferrina e a ferritina, hematócrito, hemoglobina, contagem total de linfócitos, colesterol total e frações. A perda de peso excessiva está associada a mudança da glicemia de jejum e o aumento de tecido adiposo, principalmente na região abdominal, a qual correlaciona- se positivamente com a intolerância à glicose e a hiperlipidemia. A redução da albumina sérica é correlacionada a desnutrição e a redução da resposta imunológica e elevada mortalidade


Este conteúdo está bloqueado

Os exames mais comumente utilizados para a avaliação bioquímica do estado nutricional do idoso são: glicemia, albumina, marcadores do metabolismo do ferro, como a transferrina e a ferritina, hematócrito, hemoglobina, contagem total de linfócitos, colesterol total e frações. A perda de peso excessiva está associada a mudança da glicemia de jejum e o aumento de tecido adiposo, principalmente na região abdominal, a qual correlaciona- se positivamente com a intolerância à glicose e a hiperlipidemia. A redução da albumina sérica é correlacionada a desnutrição e a redução da resposta imunológica e elevada mortalidade


Esse conteúdo faz parte do capítulo Avaliação Nutricional E Recomendação De Nutrientes Do Idoso do livro Ciclos da Vida para Concursos e Residências

Esse conteúdo faz parte de nosso livro:
Ciclos da Vida para Concursos e Residências