Doença Renal Crônica: Parâmetro Antropométricos E De Composição Corporal

Como o paciente com DRC é susceptível à retenção hídrica, deve-se avaliar com cuidado os resultados referentes ao peso corporal, IMC e bioimpedância. Em pacientes submetidos à hemodiálise, a aferição do peso deve ser realizada após a sessão de diálise, momento no qual o paciente encontra-se mais próximo do seu peso “seco”. No caso de pacientes que realizem diálise peritoneal, deve ser descontado do peso corpóreo aferido o volume de líquido infundido na cavidade peritoneal. O IMC, por não fazer distinção entre a composição corporal e poder apresentar valores distorcidos quando o paciente apresenta edema, não deve ser utilizado isoladamente na avaliação do estado nutricional do paciente com DRC. Deve-se monitorar anualmente a estatura devido a esses pacientes apresentarem alterações ósseas.


Este conteúdo está bloqueado

Como o paciente com DRC é susceptível à retenção hídrica, deve-se avaliar com cuidado os resultados referentes ao peso corporal, IMC e bioimpedância. Em pacientes submetidos à hemodiálise, a aferição do peso deve ser realizada após a sessão de diálise, momento no qual o paciente encontra-se mais próximo do seu peso “seco”. No caso de pacientes que realizem diálise peritoneal, deve ser descontado do peso corpóreo aferido o volume de líquido infundido na cavidade peritoneal. O IMC, por não fazer distinção entre a composição corporal e poder apresentar valores distorcidos quando o paciente apresenta edema, não deve ser utilizado isoladamente na avaliação do estado nutricional do paciente com DRC. Deve-se monitorar anualmente a estatura devido a esses pacientes apresentarem alterações ósseas.


Esse conteúdo faz parte do capítulo Doenças Renais do livro Nutrição Clínica para Concursos e Residências

Esse conteúdo faz parte de nosso livro:
Nutrição Clínica para Concursos e Residências