Doenças Da Vesícula Biliar: Principais Doenças Da Vesícula Biliar- Colestase

A colestase é uma condição na qual pouca ou nenhuma bile é secretada ou na qual o fluxo da bile do trato digestório está obstruído. Isso pode ocorrer em pacientes sem nutrição oral ou enteral por um período prolongado, tal como naqueles que necessitam de nutrição parenteral. Além disso, a deficiência do transportador principal responsável pela secreção de sais biliares, bile bomba de exportação de sais biliares (BSEP), resulta em diversas formas genéticas de colestase e colestase adquirida, como a induzida por drogas e a intra-hepática da gravidez. A prevenção requer a estimulação da mobilidade intestinal e biliar e secreções por pelo menos alimentações enterais mínimas. Se isso não for possível, a terapia medicamentosa é utilizada.


Este conteúdo está bloqueado

A colestase é uma condição na qual pouca ou nenhuma bile é secretada ou na qual o fluxo da bile do trato digestório está obstruído. Isso pode ocorrer em pacientes sem nutrição oral ou enteral por um período prolongado, tal como naqueles que necessitam de nutrição parenteral. Além disso, a deficiência do transportador principal responsável pela secreção de sais biliares, bile bomba de exportação de sais biliares (BSEP), resulta em diversas formas genéticas de colestase e colestase adquirida, como a induzida por drogas e a intra-hepática da gravidez. A prevenção requer a estimulação da mobilidade intestinal e biliar e secreções por pelo menos alimentações enterais mínimas. Se isso não for possível, a terapia medicamentosa é utilizada.


Esse conteúdo faz parte do capítulo Doenças Hepáticas, Biliares E Pancreáticas do livro Nutrição Clínica para Concursos e Residências

Esse conteúdo faz parte de nosso livro:
Nutrição Clínica para Concursos e Residências