Doenças Do Pãncreas: Dietoterapia

A terapia nutricional da pancreatite tem como objetivos: reduzir a dor do paciente; evitar o consumo de álcool; corrigir os desequilíbrios hidroeletrolíticos e a desnutrição; evitar superalimentação; avaliar a má absorção de gorduras (esteatorreia) e diminuir o número de evacuações por dia. A diarreia costuma indicar a presença de esteatorreia; na presença de diabetes, é preferível ter um nível levemente elevado de glicose (200mg/ dL) do que uma hipoglicemia prolongada; evitar ou controlar as complicações (cardiovasculares, pulmonares, hematológicas, renais, neurológicas ou metabólicas); evitar a ocorrência de falência múltipla dos órgãos; monitorar o aumento na necessidade de enzimas pancreáticas com o uso da alimentação por sonda.4


Este conteúdo está bloqueado

A terapia nutricional da pancreatite tem como objetivos: reduzir a dor do paciente; evitar o consumo de álcool; corrigir os desequilíbrios hidroeletrolíticos e a desnutrição; evitar superalimentação; avaliar a má absorção de gorduras (esteatorreia) e diminuir o número de evacuações por dia. A diarreia costuma indicar a presença de esteatorreia; na presença de diabetes, é preferível ter um nível levemente elevado de glicose (200mg/ dL) do que uma hipoglicemia prolongada; evitar ou controlar as complicações (cardiovasculares, pulmonares, hematológicas, renais, neurológicas ou metabólicas); evitar a ocorrência de falência múltipla dos órgãos; monitorar o aumento na necessidade de enzimas pancreáticas com o uso da alimentação por sonda.4


Esse conteúdo faz parte do capítulo Doenças Hepáticas, Biliares E Pancreáticas do livro Nutrição Clínica para Concursos e Residências

Esse conteúdo faz parte de nosso livro:
Nutrição Clínica para Concursos e Residências