Doenças Hepáticas: Avaliação Nutricional- Bioimpedância Elétrica

A Bioimpedância Elétrica (BIA) é um método não invasivo, seguro, de fácil execução e rápido na determinação do compartimento da água corpórea e da massa celular corpórea (MCC). A MCC é considerada um compartimento metabolicamente ativo, composta principalmente por músculos e correlacionada aos componentes celulares responsáveis pela transferência de energia e trabalho bioquímico. Atualmente, este compartimento está sendo considerado uma boa referência para expressar as taxas dos processos fisiológicos, como o gasto de energia e a proteólise, enquanto a gordura corpórea funciona como preditor da reserva de energia do indivíduo. Logo, as medidas da MCC e da gordura corpórea são consideradas bons indicadores de estado nutricional, uma vez que a depleção dos mesmos indica desnutrição naqueles pacientes com DHC.


Este conteúdo está bloqueado

A Bioimpedância Elétrica (BIA) é um método não invasivo, seguro, de fácil execução e rápido na determinação do compartimento da água corpórea e da massa celular corpórea (MCC). A MCC é considerada um compartimento metabolicamente ativo, composta principalmente por músculos e correlacionada aos componentes celulares responsáveis pela transferência de energia e trabalho bioquímico. Atualmente, este compartimento está sendo considerado uma boa referência para expressar as taxas dos processos fisiológicos, como o gasto de energia e a proteólise, enquanto a gordura corpórea funciona como preditor da reserva de energia do indivíduo. Logo, as medidas da MCC e da gordura corpórea são consideradas bons indicadores de estado nutricional, uma vez que a depleção dos mesmos indica desnutrição naqueles pacientes com DHC.


Esse conteúdo faz parte do capítulo Doenças Hepáticas, Biliares E Pancreáticas do livro Nutrição Clínica para Concursos e Residências

Esse conteúdo faz parte de nosso livro:
Nutrição Clínica para Concursos e Residências