Doenças Hepáticas: Dietoterapia- Transplante Hepático

O transplante hepático torna-se necessário para aqueles pacientes em estágio final da doença hepática e hepatobiliar. A taxa de sobrevida entre pacientes transplantados tem aumentado em razão de avanços em técnicas cirúrgicas e utilização de novas terapias farmacológicas, mas, por se tratar de um procedimento cirúrgico de alta complexidade, torna-se necessário o manejo pré-operatório por equipe especializada.8 As figuras 08, 09 e 10 apresentam as recomendações nutricionais no pré, no pós-transplante hepático imediato e no pós-transplante hepático tardio, respectivamente.


Este conteúdo está bloqueado

O transplante hepático torna-se necessário para aqueles pacientes em estágio final da doença hepática e hepatobiliar. A taxa de sobrevida entre pacientes transplantados tem aumentado em razão de avanços em técnicas cirúrgicas e utilização de novas terapias farmacológicas, mas, por se tratar de um procedimento cirúrgico de alta complexidade, torna-se necessário o manejo pré-operatório por equipe especializada.8 As figuras 08, 09 e 10 apresentam as recomendações nutricionais no pré, no pós-transplante hepático imediato e no pós-transplante hepático tardio, respectivamente.


Esse conteúdo faz parte do capítulo Doenças Hepáticas, Biliares E Pancreáticas do livro Nutrição Clínica para Concursos e Residências

Esse conteúdo faz parte de nosso livro:
Nutrição Clínica para Concursos e Residências