Microminerais: Cobre- Metabolismo E Deficiencia

O cobre é absorvido no estômago e no intestino delgado, sendo no duodeno o local onde se verifica a maior absorção. No lúmen intestinal existem metalotioneínas de elevado peso molecular que se ligam ao co- bre e que o libertam para a membrana plasmática das células absortivas. O cobre absorvido é transportado do intestino para o fígado através de um transporte ativo e move-se através dos capilares para a circulação portal. A maior parte do cobre chega rapidamente aos hepatócitos, tor- nando o fígado um dos órgãos que mais armazena este elemento. Ainda no fígado, o cobre é incorporado na proteína transportadora ceruloplas- mina, o principal transportador do cobre na circulação sistêmica. Eleva- das porcentagens de cobre disponíveis são absorvidas perante uma bai- xa ingestão e vice-versa.4


Este conteúdo está bloqueado

O cobre é absorvido no estômago e no intestino delgado, sendo no duodeno o local onde se verifica a maior absorção. No lúmen intestinal existem metalotioneínas de elevado peso molecular que se ligam ao co- bre e que o libertam para a membrana plasmática das células absortivas. O cobre absorvido é transportado do intestino para o fígado através de um transporte ativo e move-se através dos capilares para a circulação portal. A maior parte do cobre chega rapidamente aos hepatócitos, tor- nando o fígado um dos órgãos que mais armazena este elemento. Ainda no fígado, o cobre é incorporado na proteína transportadora ceruloplas- mina, o principal transportador do cobre na circulação sistêmica. Eleva- das porcentagens de cobre disponíveis são absorvidas perante uma bai- xa ingestão e vice-versa.4


Esse conteúdo faz parte do capítulo Micronutrientes: Minerais do livro Fundamentos da Nutrição para Concursos e Residências

Esse conteúdo faz parte de nosso livro:
Fundamentos da Nutrição para Concursos e Residências