Tratamento

A SIDA não tem cura, porém, é possível retardar a sua progressão por meio do tratamento com medicamentos antirretrovirais (TARV), sendo a combinação de dois inibidores de transcriptase reversa com um inibidor de protease a associação mais frequente.1 Os inibidores de transcriptase reversa bloqueiam a ação da enzima transcriptase reversa que age convertendo o RNA viral em DNA, inibindo assim a replicação do vírus. Já os inibidores de protease agem no último estágio da formação do vírus, impedindo a ação da enzima protease, fundamental para a clivagem das cadeias proteicas produzidas pela célula infectada em proteínas virais estruturais e enzimas que formarão as partículas do vírus.


Este conteúdo está bloqueado

A SIDA não tem cura, porém, é possível retardar a sua progressão por meio do tratamento com medicamentos antirretrovirais (TARV), sendo a combinação de dois inibidores de transcriptase reversa com um inibidor de protease a associação mais frequente.1 Os inibidores de transcriptase reversa bloqueiam a ação da enzima transcriptase reversa que age convertendo o RNA viral em DNA, inibindo assim a replicação do vírus. Já os inibidores de protease agem no último estágio da formação do vírus, impedindo a ação da enzima protease, fundamental para a clivagem das cadeias proteicas produzidas pela célula infectada em proteínas virais estruturais e enzimas que formarão as partículas do vírus.


Esse conteúdo faz parte do capítulo Síndrome De Imunodeficiência Adquirida do livro Nutrição Clínica para Concursos e Residências

Esse conteúdo faz parte de nosso livro:
Nutrição Clínica para Concursos e Residências